quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Outubro Rosa


Estamos no mês de outubro, o famoso outubro rosa, o movimento internacional conhecido como Outubro Rosa é o comemorado em todo o mundo, o nome remete à cor do laço rosa que simboliza a luta contra o câncer de mama. O câncer de mama apesar de curável é o que mais mata mulheres no Brasil. Não é à toa que o câncer de mama é uma das doenças mais temidas pelo público feminino. Além da frequência com que ocorre e da quantidade de óbitos, o tumor pode causar muitas sequelas, físicas e psicológicas. A pior delas: a mutilação. Em alguns casos, há necessidade de retirada da mama, o que pode afetar a percepção da sexualidade e a imagem pessoal do paciente.

“A prevenção é a grande arma no combate ao câncer e quanto mais precoce o diagnóstico, maiores as chances de cura”. Quem faz a afirmação é o médico oncologista José Roberto Fígaro Caldeira, responsável pelo Serviço de Mastologia do Hospital Amaral Carvalho

Embora nem sempre haja uma causa específica, existem fatores que estão ligados ao aumento do risco de desenvolvimento da doença. Como método de prevenção confira a nossa lista com dicas


7 dicas para prevenir o câncer de mama:


Varie a alimentação

Frutas, legumes, verduras e leguminosas, como grão-de-bico, lentilha e feijão branco são alimentos de origem vegetal que ajudam a prevenir o câncer de mama. Além de inibir a chegada de compostos cancerígenos às células, tais alimentos têm o poder de consertar o DNA danificado quando a agressão já estiver iniciada ou de pelo menos interromper a multiplicação desordenada, caso o conserto não seja possível.

Dica: Duas vezes por semana, tome sopa de tomate feita com suco de cenoura no lugar da água. Esse alimento antioxidante ajuda a prevenir o câncer.



Mamografia

Mulheres acima dos 40 anos já devem se preocupar mais com o câncer de mama, principalmente se houver algum histórico de caso na família, em parentes de primeiro grau como pai, mãe, irmãos e filhos. As mulheres de 50 a 69 anos devem fazer mamografia sempre a cada dois anos. É importante não deixar de realizar mamografias nem ultrassom das mamas quando indicado.

Atenção na reposição hormonal

É indicado que as mulheres também não abusem da terapia de reposição hormonal . Caso necessite, faça sempre sob orientação estrita de um médico.


Fumar e Álcool

Estudos científicos garantem que fumar, a longo prazo, aumenta o risco de incidência da doença em algumas mulheres. Também é necessário diminuir a ingestão de bebidas alcoólicas, o consumo de álcool, por menor que seja, pode aumentar o risco de desenvolvimento do câncer. A possibilidade se torna ainda maior quando a bebida alcoólica é associada ao tabaco.



Sol

Um banho de sol de 10 minutos, antes das 10 horas ou após as 16 horas, não faz mal a ninguém, muito pelo contrário. A leve exposição aumenta a produção de vitamina D, reduzindo pela metade os riscos de câncer de mama.



Amamentação

Amamente o máximo de tempo possível. As mães que amamentam seus bebês por pelo menos um ano reduzem o risco de desenvolverem o câncer de mama futuramente.



Autoexame

Se você já tem 18 anos após o fim da menstruação. Procure qualquer alteração nos seios. Se surgir um caroço, marque uma consulta no médico.



Mais informações acesse o site: 




Fonte: 







Nenhum comentário:

Postar um comentário