sexta-feira, 1 de julho de 2016

O poder da auto-observação




Recentemente fiz um curso sobre "As Competências Emocionais e o Eneagrama na Gestão de Pessoas" com o consultor Marcos Schutz. Durante três dias o grupo teve a oportunidade de conhecer, a partir de ferramentas e conceitos de gestão, como trabalhar emoções e se tornar um profissional de alta performance. 

O mais interessante foi perceber que antes de conhecer o outro e desenvolver as habilidade necessárias atuando na gestão de pessoas, foi preciso uma autoavaliação, identificando nossos pontos de melhoria e pontos fortes. 

O artigo abaixo, publicado pelo Consultor, em sua página, traz um breve exercício acerca do assunto. 

Mas afinal, por que um conceito milenar, ainda é tema de discussão? No meu ponto de vista a resposta está mais perto do que imaginamos - dentro de nós.

Experimente se conhecer e um universo de oportunidades surgirá! 

A auto-observação

A auto-observação consiste em percebermos nosso estado emocional. Não é uma tarefa simples apesar de parecer, pois é necessário ter coragem e disposição para enfrentar a si mesmo e perceber nossos vícios emocionais.

Reconhecer nossos padrões de comportamento e nossas competências emocionais é o primeiro passo para melhorar nossas relações interpessoais.

Você pratica a auto-observação no seu dia a dia? Onde você coloca a sua energia? Quais projetos você não deu continuidade? Por que não foi possível?

Você já parou para fazer esse exercício de analisar suas ações e como elas influenciaram no sucesso ou insucesso dos seus projetos? Você já identificou como suas emoções ajudaram ou atrapalharam em algum projeto ou relacionamento seja ele pessoal ou profissional?

Então, porque eu devo praticar a auto-observação?

Temos a tendência de sempre prestar atenção no que é externo, o que o colega está fazendo. Costumamos analisar e interpretar as emoções e ações do outro sem olhar para nós mesmos. Com o passar do tempo, sem perceber, a irritação e a insatisfação vão se instalando e acabamos descontando nas pessoas ao nosso redor a nossa irritabilidade.

Uma das formas de amenizar isso é praticando a auto-observação. Quando reconhecemos nosso estado emocional, já nos sentimos mais aliviados e mais calmos com relação ao que somos.

Mas eu exercito a auto-observação no meu dia a dia?

Comece o seu dia perguntando-se: Como está meu humor hoje? Se possível escreva como está se sentindo. Não tenha medo de ser sincero com você mesmo, pense sobre isso por alguns minutos, pergunte-se: O que está por trás desse estado emocional?

Depois encontre formas de amenizar os sentimentos ruins e exaltar os bons. E o mais importante:SEJA GENEROSO consigo mesmo. Quando estiver desanimado, tente se poupar um pouco das coisas que vão exigir de você mais do que você pode dar. Mas quando estiver animado, programe-se para fazer tarefas que possam exigir mais de você, pois você terá mais disposição e energia para isso.

MANTENHA-SE VIGILANTE ao longo do dia, esteja atento as suas reações as coisas que te irritam, tente se acalmar e fazer alguma coisa que te tire do estado de irritabilidade.

RESPEITE-SE, além da auto-observação e constante vigilância, é necessário respeitar o que estamos sentindo para escolher situações que nos auxiliem, e não o contrário. Escolha atividades que estão em sintonia com seu estado emocional, isso facilita que você lide com suas emoções de forma mais inteligente e saudável.

A auto-observação é um sinal de respeito consigo mesmo. 

Vamos começar a praticar?

Márcio Schutz 


Fonte:

http://www.eneagrama.com.br/blog/dicas-de-gestao-de-pessoas/item/369-os-beneficios-da-auto-observacao

Um comentário:

  1. Gostei da sugestão. Respeitar o que estou sentindo é uma maneira de ser honesta comigo mesma.

    ResponderExcluir