terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Nós somos a soma das nossas escolhas


Ainda grávida ouvia música clássica para que meu filho nascesse calmo, intelectualizado e inteligente. Alguém, em algum momento, me disse que era bom e eu desejava tanto que sua vida fosse diferente da minha que ouvia por horas. Sempre desejei que ele não precisasse passar pelos percalços que passei. Acabei apreciando música clássica, mesmo sem qualquer contato anterior. 


Quando ele nasceu, em sua banheira eu já colocava livros educativos a prova d'agua - com cores, números, formas, animais e etc. Todos os presentes que meu orçamento permitia eram educativos: livros, quebra-cabeça, brinquedos de montar. 

Durante toda a sua infância liamos juntos, antes de dormir. Aos 10 anos, ele ganhou o concurso de literatura da escola. Com 11 anos resolvi matrícula-lo no kumon. Nunca entendi muito bem o método, mas era nítido seu desenvolvimento e afinidade com a matemática. 

Aos 15 anos ele resolveu que seria engenheiro e decidiu participar de um concurso de bolsas no qual foi aprovado em uma renomada escola de Brasília. O que se repetiu pelos 2 anos seguintes. Apesar de não ser uma bolsa integral era gratificante saber que ele estava entre os melhores alunos da escola. 

Aos 17 anos, estudando 11 horas por dia, ele passou na Universidade Federal de Brasília - Unb para o curso de engenharia. Particularmente não acho que ele seja fora da curva, superdotado e melhor do que os outros. Mas tenho certeza de sua dedicação e força de vontade. Ele soube valorizar cada oportunidade. 

O que quero dizer com esta história é que nada cai do céu. Se realmente desejamos alcançar êxito em algo não são os instantes finais o responsável, mas todo o tempo e dedicação depositados. Não existe esta história de sucesso da noite pro dia. É preciso trabalho árduo, disciplina e muito amor.

Portanto, se você deseja alcançar êxito, seja no quer for, comece agora e não desista, apesar das circunstâncias. 

Desejar o sucesso sem qualquer ação é o mesmo que gostar de sombra e nunca ter plantado uma árvore e vale lembrar que as grandes mudanças começam com pequenas ações. 

Por toda a vida enviarei minhas preces de agradecimento e proteção ao meu filho, consciente que o seu sucesso depende exclusivamente de suas escolhas, cabendo a mim apoia-lo e direciona-lo no que for possível. E que seja doce, prospero e abundante. 

Simara Rodrigues 

Nenhum comentário:

Postar um comentário