quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Keep calm and be happy






Hoje a tarde, voltando do almoço, não percebi que a preferência da via que dirigia não era minha. Como já havia entrado, achei melhor continuar e assim evitar um acidente. Foi então que a mulher que vinha na via, cuja preferência era dela, soltou aquela buzinada em mim. 

Na expectativa de me desculpar fui desacelerando até que ela chegasse próximo do meu veículo. De repente, a mulher baixou o vidro e enlouquecida, ou melhor, endiabrada aos berros dizia: “a preferência é minha, a preferência é minha” como seu eu estivesse dizendo que não fosse. Mas eu apenas respondia: “me desculpe, me desculpe”, afinal, ela tinha razão e eu concordava: a preferência era dela. 

Mas , ela sem prestar atenção ao que eu dizia, porque não parava de gritar, não me dava ouvidos. Coitada, ela não deveria estar em um bom dia. 

E assim acontece no trabalho, na vida pessoal, na faculdade, no happy hour, na fila do banco, no supermercado. As pessoas estão tão preocupadas em argumentar e ter razão que não prestam atenção a mais nada, a não ser aos seus próprios gritos. 

Uma pena, porque hoje o dia estava lindo. Além disso, que atire a primeira pedra quem não comete erros!  

Um abraço, 

Simara Rodrigues 


Nenhum comentário:

Postar um comentário