quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Quem não se comunica se trumbica


Olá pessoal, 

Você já parou para pensar sobre a quantidade de e-mails que você recebe e envia por dia, sejam eles corporativos ou pessoais? E quanto tempo você gasta com esta atividade? Agora imagine se você não utiliza esta ferramenta de forma produtiva. 

A dica de hoje é sobre a redação de e-mails e o campo “assunto”. 

Quer coisa mais desagradável que receber um e-mail nos seguintes formatos:

Assunto: U R G E N T E 

E eis que você abre o e-mail, para sua surpresa, não há nada de urgente ou que não possa aguardar. Infelizmente esta palavra deixou de ser exceção e passou a ser regra, o que em muitas situações atrapalha ao invés de contribuir. 

Quando eu leio em meu celular um e-mail com o assunto “URGENTE” eu imediatamente paro tudo que estou fazendo e trato de abri-lo e muitas vezes me deparo com assuntos banais. É realmente necessário fazer isso? Afinal, é urgente para quem? 

Tive um chefe que todas as vezes que eu dizia para ele: “Dr. Fulano, o assunto é urgente” ele imediatamente respondia: “Simara, não faça da incompetência dos outros a minha urgência”. 

Com o tempo você vai observando que aquilo o urgente geralmente foi realizado sem prazo e planejamento. 

Assunto: “....

Fico me perguntando o que uma pessoa que utiliza o campo assunto para digitar “três pontinhos” quis dizer. Ao contrário daqueles que escrevem “urgente” os que escrevem “três pontinhos” dificilmente terão seu e-mail lido. Afinal, se você não preocupou-se em ser visto porque alguém se preocuparia?

Assunto: Solicito emitir os trechos BSB/SDU/BSB dia 30/10/2015 às 15:00 TAM JJ 3593 e 01/11 dia JJ 3088 – 18:00. Obrigada Judith 

Sim, há pessoas com esse nível de falta de bom senso e escrevem toda a mensagem no campo destinado ao assunto que será tratado. Muitas pessoas justificam essa postura à falta de tempo ou “praticidade”. Mas uma coisa é ser dinâmico outra, bem diferente, é ser desleixado. 

Assunto: Solicitação 

“...Venho por essas mal digitadas linhas” - O dizer de um e-mail escrito sem qualquer esforço? Segundo Samuel Johson, o que é escrito sem esforço em geral é lido sem prazer.

Assunto: 

Um e-mail enviado com o assunto em branco corre grande risco de ser deletado ou simplesmente não lido. Então, se a sua intenção é que seu e-mail seja lido, a melhor opção é escrever a ideia central do e-mail de forma objetiva. 

Lembre-se que comunicação não é o que eu falo ou escrevo, mas o que o outro entende e mesmo em tempos de sobrecarga de trabalho e stress vale o bom senso que além de outros benefícios evita retrabalho e parafraseando Abelardo Barbosa, mais conhecido como Chacrinha, quem não se comunica se trumbica

Um abraço,

Simara Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário