quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Qualidade começa em mim

No post anterior mencionei sobre a prática de meditação que iniciei no ano passado, a partir da necessidade de mudar alguns padrões. Admito, sou workaholic e não sofro com isso. Definitivamente eu adoro trabalhar. 

E o que a meditação tem a ver com isso? Absolutamente tudo. 



Explico: 


A meditação, ao contrário do que muitos pensam, não significa ficar no topo de uma montanha com monges tibetanos entoando mantras, mas um estilo de vida que garante maior qualidade de vida. Os benefícios são inúmeros e entre eles: 

Redução do estresse

Redução da ansiedade 

Ganho de atenção e concentração

Redução da impulsividade

Qualidade do sono

Trabalhando 16 horas por dia, há momentos em que é preciso silenciar a mente que parece um turbilhão. Quando paro por apenas 05 minutos e medito consigo me concentrar mais no trabalho e sinto-me mais entusiasmada. E Aos poucos alguns medos vão desaparecendo. 

A meditação é autoconhecimento e seus efeitos, estudados desde a década de 70, revelam que a prática regular, sem a necessidade de vínculo com qualquer religião, contribui para o alivio do estresse e da ansiedade.

Atualmente estou lendo o livro “10 % mais feliz” do jornalista americano Dan Harris. 

No livro, Dan apresenta seu perfil workaholic, obcecado pela carreira e extremamente competitivo.  Sua rotina de trabalho o levam a um ataque de pânico em frente às câmeras de um programa de TV assistido por milhões de telespectadores. 

A partir do episódio, o jornalista relata sua experiência em busca de equilíbrio emocional e como conduziu seu novo estilo de vida, sem perder energia no trabalho. 

Longe de autoajuda, o autor compartilha de forma engraçada e por vezes debochada e hilária sua experiência, assim como suas descobertas e dúvidas sobre o assunto. 

Concordo e me identifico com o autor em muitos aspectos, principalmente em como a meditação está ligada ao controle emocional. É claro que a prática não transforma os indivíduos em seres celestiais imunes ao stress, a irritabilidade e falta de paciência.

A diferença é que conseguimos canalizar nossas emoções com mais consciência, mudando o modo de agir e enxergar o mundo. Você aprende a treinar sua mente e percebe que aquilo que tira o seu sono, às 03h da manhã de uma sexta-feira, não merece tanta importância. 

A quem possa interessar, iniciei minha prática na Sociedade vipassana de meditação. O espaço, que está localizado na Asa Norte (Brasília), oferece diversas atividades e algumas são gratuitas. O curso de meditação que fiz para iniciantes custa 70,00 e tem duração de três dias. 

Desejo que você encontre na meditação a mesma satisfação que encontrei.

Alguns livros que li este ano e indico: 

10% mais feliz - Dan Harris

A Mulher nos Jardins de Buda - Monja Coen

SEMPRE ZEN - Monja Coen

A sabedoria da Transformação - Monja Coen

Yoga para Nervosos – Hermógenes

Abaixo, um vídeo no qual Dan Harris fala sobre seu livro






Fonte: 

https://www.youtube.com/watch?v=YUiSy540IHc


Nenhum comentário:

Postar um comentário