quinta-feira, 9 de abril de 2015

Um vírus chamado negatividade




Não tenho medo de morrer, nem de altura, nem de escuro. O que eu tenho medo mesmo é de gente negativa. 

Pra mim, gente negativa é como um vírus. Desses que quando a gente contrai sofre para encontrar a cura. O que em algumas situações leva tempo, pois a pessoa infectada não percebe que foi contaminada e sem saber segue contaminando todos ao redor. Uma verdadeira pandemia. 

Se tivesse um diagnóstico para quem contrai essa "doença" diria que os sintomas mais comuns são: raiva, mau humor, irritabilidade, inveja, desanimo, cansaço e azedume. Quer doença mais perigosa?

E se tivesse um remédio para a cura, certamente a bula orientaria: doses diárias de bom humor, otimismo e fé. 

Por sua vez, as contra-indicações seriam pontuais: mantenha distância de pessoas "infectadas". 

Eu, como forma preventiva, evito contato com gente negativa. Quando sinto que meu sistema imunológico vai "cair" fujo. Porque é muito mais fácil evitar a doença que contrai-la. Isso porque os efeitos colaterais, muitas vezes, são irreparáveis. 

Conheço gente que nunca se curou! 

Credo! morro de medo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário