segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Não importa de onde você veio....





Ao contrário de muitos, não guardo boas lembranças da minha infância. Fui criada em uma vizinhança altamente hostil, em que poucos tinham acesso a educação, saúde e saneamento básico. As lembranças que tenho mais presentes da minha infância são minhas bonecas de espiga de milho, feitas pela minha avó e os 3 km de matagal que atravessava todas as manhãs, a pé, para ir a escola. 


Minha mãe, o ser humano mais incrível que conheço, sempre dizia que precisava estudar para "ser alguém". Sua afirmação certamente vinha de sua bagagem de vida, das dificuldades em criar uma filha sozinha e a pouca escolaridade. Sempre que penso em trabalho árduo, é sua imagem que me vem a cabeça. Com minha mãe trabalhando cerca de 16 horas por dia, tive que aprender desde cedo a "me virar sozinha". E foi assim que busquei me espelhar em pessoas que "eram alguém" na vida. 


Ao longo de todos esses anos tento carregar comigo a melhor parte das pessoas que passam pela minha vida  porque acredito que somos a soma de nossas relações, assim como acredito em habilidades indispensáveis. E foi na fase adulta que essa habilidade aflorou e paulatinamente tenho aprendido com minhas relações. Em minha opinião, algumas características que nos transformam em alguém melhor são:

Elegância - tenho amigas que na infância tiveram aula de etiqueta o que as tornou verdadeiras princesas na fase adulta. Comigo, evidentemente, não foi o mesmo. Já adulta tive a oportunidade de conviver com pessoas altamente elegantes e foram elas, inconscientemente, minhas mentoras. Sempre observei e observo muito e pra mim nada mais elegante do que alguém que saiba falar, se comportar, respeitar o próximo e agir com simplicidade e bondade. Tenho em especial três referências: uma amiga, que conheci no trabalho, uma ex-chefe e a esposa de um chefe. Portanto, não importa de onde você veio e as condições em que foi criado. Espelhe-se em pessoas melhores do que você. Quando digo melhor não refiro-me a condição financeira, mas a caráter e humanidade. Ser elegante é ser leve, é ser gente. 

Bondade - cerque-se de pessoas positivas, que praticam o bem. Meu chefe sempre diz que as duas coisas mais importantes na vida é fazer o bem e ser feliz e eu acredito nessa máxima. 

Espiritualidade - busque conviver com pessoas espiritualizadas, independente de sua religião. fortaleça suas crenças e sua fé mesmo que esteja vivendo o pior cenário.

Inteligência - adoro meus encontros com uma amiga jornalista. Ela tem 56 anos e sempre que nos encontramos vou embora melhor do que cheguei. Sempre levo comigo dicas de livros, de boa  música, de viagens, de experiências e novos conteúdos. Conversar com ela é tomar um banho de civilidade, simplicidade e sofisticação. 

Competência - não seja uma dessas pessoas que acha que já sabe tudo. Cerque-se de pessoas que buscam a excelência em tudo que se propõem a fazer, são elas que vão te motivar e ensinar. 


Referência - espelhe-se em pessoas que são referência de vida e busque a excelência, não por inveja mas por admiração. 


Força - Cerque-se de pessoas fortes, determinadas e idealizadoras. São elas que nos motivam em nossa caminhada.


Generosidade - tenho uma amiga que costumo brincar, com todo respeito e carinho, que ela é irmã gêmea da Madre Tereza de Calcutá. Outro dia precisei de uma grande ajuda, dessas que você só pede a um irmão, e ela não titubeou. Quando fui agradecer ela disse: "estender a mão a uma amiga me coloca mais próxima da minha missão". Em um dos exercícios que pratico na meditação é solicitado que eu comece pensando em alguém que realmente admire e goste. Alguém que me inspira e me faz bem. O exercício consiste em visualizar esta pessoa, sentir sua presença e dizer frases de compaixão e amor para esta pessoa. Geralmente, este exercício eu dedico a ela. De fato, a generosidade nos deixa mais próximo do divino. 


Pessoas positivas - Procure conviver com pessoas que ao ver um copo d'água pela metade sempre terão a imagem de um copo meio cheio e nunca meio vazio. São elas que incentivarão seu subconsciente. 


E por fim, nunca esqueça suas origens. Seja grato as oportunidades que a vida lhe proporciona e lembre-se que nada é permanente. 


Penso que se não tivesse vindo de onde vim não teria tanta gratidão a vida, a Deus e a minha mãe. A gratidão, pra mim, é o pilar para uma vida mais feliz, leve e realizada. Cada experiência é uma lição valiosa.


Uma ótima semana 

Simara Rodrigues 

Um comentário: