terça-feira, 27 de janeiro de 2015

As redes sociais falam muito sobre você


Um funcionário faltou a audiência de uma ação trabalhista que ele movia contra a empresa que ele trabalhou, apresentando até atestado médico de dez dias de repouso domiciliar. Porém, seu perfil no Facebook mostrava o contrário. Durante a audiência, uma foto foi publicada ao lado de um amigo, bebendo cerveja e mostrando que ele estava em um parque turístico em Resende, no Rio de Janeiro. A empresa viu, e aproveitou o deslize.

De acordo com o UOL, as provas foram autenticadas por ata notarial, isto é, o endereço em questão foi acessado por um tabelião, que verificou a veracidade das informações, e foi o que garantiu vitória à empresa. Juliana Abrusio, advogada e sócia da Opice Blum Advogados Associados, responsável pelo caso, disse que o juiz declarou ser nítido que ele agia de má-fé, já que não estava doente, mas sim bebendo com os amigos.

A prova fez com que o funcionário perdesse a ação - falta em audiência acarreta na "perda da razão" de quem entrou com o processo, prevalecendo a voz de quem está sendo reclamado , na qual poderia ter recebido cerca de R$ 300 mil. Em vez disso terá que pagar uma multa no valor de R$ 3.000, por ter agido de má-fé, e também mais R$ 60 mil para cobrir as despesas jurídicas da empresa.

Fonte: 
http://www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/funcionario-perde-acao-trabalhista-apos-ser-desmentido-foto-no-facebook/97458/



A verdade é que muita gente perde o controle e faz uso equivocado das redes sociais. É importante compreender o papel das redes e o impacto desta ferramenta em nossas vidas. 

O uso inadequado e/ou excessivo além de trazer sérias complicações pode manchar nossa reputação ou mesmo trazer interpretações equivocadas sobre nós. Engana-se quem pensa que não é avaliado por amigos, chefes, mercado de trabalho, colegas de faculdade e familiares. 

No mundo virtual é importante ser questionador ao publicar determinada postagem. Evitando, por exemplo, fazer das redes sociais um grande SAC (Serviço de Atendimento ao Cidadão) da vida. Isto mesmo, evite ser um resmungão e eterno insatisfeito. Além de trazer uma imagem negativa, muitas vezes não tem nada a acrescentar, por isso, guarde algumas opiniões para você e amigos mais próximos. Tenha cuidado para não fazer das redes sociais "o muro das lamentações". 

Quer coisa mais chata que aquele amigo que só manda indiretas e choraminga o tempo todo? reclama do trânsito, do calor, da chuva, dos amigos, dos chefes, do Governo, das novelas, dos programas de TV, das pessoas, da vida, do planeta! E mesmo numa internação hospitalar sente necessidade de fazer uma última postagem, ainda que seja na sala de cirurgia. Fico imaginando a cena dos médicos e profissionais aguardando um último selfie para dar continuidade aos procedimentos. 

Isso sem deixar de mencionar aquele amigo que é o eterno "portador de tragédias". Só publica barbaridades, acidentes, crimes e violências. Socorro! Me pergunto se somente eu fujo desse tipo de informação. 

Se realmente precisar "desabafar" virtualmente que tal usar ferramentas mais adequadas e que tenham maior privacidade? É importante lembrar que o anonimato é lenda neste século e aprender a controlar as emoções. 

Ter bom senso, que até algum tempo era regra na vida real, é muito bem-vindo no mundo virtual. E em tempos de ânimos e opiniões acirradas vale a reflexão! 


Faça o teste e saiba o que o seu Facebook diz sobre você. 



Um abraço, 


Simara Rodrigues




Um comentário:

  1. Querida Simara, texto maravilhoso e curiosamente o indivíduo estava "matando" a audiência na minha cidade natal (Resende-RJ).
    Um forte abraço e até breve!

    ResponderExcluir