quinta-feira, 15 de maio de 2014

Trabalhar em grandes, médias ou pequenas empresas?

E você, já sabe qual é o seu perfil? 

por Fernanda Bottoni

As grandes empresas exercem, sim, um grande fascínio sobre os profissionais, especialmente aqueles que estão começando a carreira e não veem a hora de conseguir um emprego e dar a largada para um crescimento acelerado. O que nem todo mundo sabe é que nem sempre seu perfil profissional combina com empresas desse porte.

Isso quer dizer que, dependendo das suas preferências e características, é possível que você consiga se desenvolver mais (e melhor) em pequenas empresas - ou médias. Para entender melhor, confira a seguir o quadro que explica as principais diferenças entre uma e outra.

Grandes empresas

Companhias de grande porte normalmente têm as atividades bem descritas e estruturadas. Os salários iniciais costumam ser mais altos do que os oferecidos pelas pequenas e médias, mas, ao contrário do que muita gente pensa, o crescimento dos seus profissionais costuma ser mais lento. A competitividade interna é intensa e os processos (inclusive as promoções) podem ser mais engessados.

A grande vantagem é que – exatamente por conta do seu tamanho – há muitas oportunidades de movimentação para outras áreas, o que nem sempre significa aumento de cargo ou salário, mas sempre traz experiência e valoriza o currículo. E, claro, por falar em currículo, ter nomes de grandes empresas no seu é sempre ponto favorável na hora de buscar novas oportunidades.

Perfil ideal

Este tipo de empresa é mais indicado para quem gosta de processos bem estruturados e faz questão de ter um plano de carreira bem desenhado. Para este profissional, tudo bem se a sua contribuição praticamente se dissolver na estrutura gigantesca da empresa. Mais importante do que aparecer, para ele, é ter estabilidade, bom salário, benefícios e desenvolvimento consistente.

Pequenas e médias empresas

Inicialmente, elas podem até oferecer salários mais baixos, mas tendem a compensar isso com a possibilidade de crescimento mais acelerado. Como a estrutura é pequena, a visibilidade do profissional é maior, mesmo para os níveis mais altos da organização. Como consequência, suas chances de ser efetivado ou promovido costumam ser maiores.

Além disso, na maior parte das empresas desse porte, todos têm acesso direto à diretoria, seja formal ou informalmente.

Como nessa estrutura as atividades muitas vezes não são bem estabelecidas, os profissionais interessados em se desenvolver podem abraçar novas atribuições para obter maior reconhecimento. Além disso, aqui as decisões costumam ser mais ágeis e dependem de menos níveis.

Perfil ideal

Empresas médias e pequenas fazem mais a cabeça de quem abre mão de uma boa dose de estabilidade para crescer rápido e perceber claramente qual a sua contribuição profissional. Elas também são mais indicadas para quem prefere estruturas ágeis, em que nem tudo está pronto e em que é possível defender novas ideias e projetos. 

FONTE: 
http://www.vagas.com.br/profissoes/acontece/no-mercado/pequenas-empresas-x-grandes-vantagens-e-desvantagens/

Nenhum comentário:

Postar um comentário