quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

10 Dicas na hora de pedir aumento


1. Pense na negociação como uma competição

Negociar o salário tem, basicamente, a mesma fórmula: o profissional quer algo que o empregador não quer dar. No final das contas, é preciso saber negociar, ter fundamentos, explicar claramente as razões, fazer estratégia, entre outras formas para ganhar a competição. "Vê-la dessa forma pode otimizar os resultados", disse a publicação.

2. Humanize sua causa

Um teste feito com alunos da Stanford University mostrou que aqueles que compartilham detalhes pessoais ao longo de uma negociação salarial tiveram melhores resultados do que os que se basearam apenas em números, metas e resultados.

3. Evite conversar "cara a cara"

Pode parecer incomum, mas uma pesquisa mostra que negociações salariais bem-sucedidas são conduzidas, geralmente, por telefone ou via e-mail. Segundo o "Business Insider", isso acontece porque o empregador ou gestor está em uma posição de poder sobre o empregado, o que pode terminar em uma negociação ineficaz.

4. Se você for negociar frente a frente, faça contato visual constante

Se preferir negociar com seu chefe ao vivo, fazer contato visual constante mostra mais confiança e dá credibilidade ao que o empregado diz.

5. Se a oferta for insatisfatória, demonstre

Quando o empregador fizer uma oferta insatisfatória em relação ao aumento salarial, não esconda o desapontamento e siga com seu objetivo. Fingir estar feliz não vai ajudar e só acumulará mais problemas.

6. Faça-o a falar de si mesmo

Um estudo da universidade de Harvard revelou que falar de si mesmo provoca sensações de prazer, como ao comer ou ganhar dinheiro. Quando você entra em uma negociação, no fundo, você quer que seu par concorde com seus argumentos. Para isso, a pesquisa sugere que você faça-o falar de si mesmo.

7. Beba uma xícara de café um pouco antes de iniciar a negociação

Café deixa a pessoa mais alerta e focada, o que pode ajudar em sua negociação. Além disso, um estudo publicado no "European Journal of Social Psychology" mostra que pessoas que bebem café antes de uma negociação ou reunião se tornam mais resistentes à persuasão.

8. Não tente achar um meio-termo (permaneça com sua meta)

Ao entrar numa negociação, há um impulso para encontrar uma solução em que ambas as partes concordem. De acordo com a publicação, achar um meio-termo pode atrapalhar chegar ao seu objetivo, que é ter um aumento.

9. Faça a primeira oferta

A sabedoria "convencional" diz que você deve esperar a outra parte fazer a oferta inicial, a fim de ter mais informações para agir. Na verdade, é mais vantajoso ser o primeiro a fazer a oferta, porque será você que definirá a base para a negociação.

10. Liste suas prioridades

"Em uma entrevista de emprego, por exemplo, pode-se dizer que o salário é mais importante para você, seguido do local de trabalho, as férias e o bônus", disse um professor da Wharton School of the University of Pennsylvania, Adam Grant. "Pesquisas mostram que ordenar suas prioridades é a melhor maneira de informar ao gestor a importância do salário para você."

Fonte: http://economia.uol.com.br/noticias/infomoney/2014/01/28/veja-10-truques-para-negociar-um-aumento-salarial.htm#fotoNav=1

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Escritório de Advocacia em Brasília contrata Profissional de Secretariado

Pessoal, 
Compartilho vaga disponível para a área de Secretariado


Empresa: Escritório de Advocacia.
Cargo: Secretária Executiva
Benefícios: VA + VT + 50% plano de saúde + auxílio creche
Horário: 09h às 18h (intervalo de 1h de almoço)
Local: Lago Sul
Exigências: Graduação em Secretariado Executivo e experiência de no minimo 3 anos como Secretária Executiva de Presidência e Vice-Presidência.
Descrição da vaga: Atender as demandas da rotina pertinente ao cargo.
E-mail: advocacia.df.rh@gmail.com
Prazo para contato: enviar currículo por e-mail, com o assunto “Secretária Executiva" até o dia 31/01/2014.

Vaga para a área de Secretariado em Brasília

Vaga: Secretária (o) de Direção 
Quantidade de vagas: 01
Salário: A combinar
Descrição: Assessorar o diretor da unidade no desempenho de suas funções, gerenciando informações, auxiliando na execução de suas tarefas administrativas, na tomada de decisões e em reuniões, marcando e cancelando compromissos.

E-mail: recrutamentopcn@gmail.com
Período da vaga: Enviar currículo informando a pretensão salarial e com título Secretária de Direção até 31/01/2014

FONTE: http://www.empregodf.com.br/2014/01/emprego-para-secretaria-de-direcao.html


Processo seletivo do SENAC oferece vaga para a área de Secretariado Executivo

O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – Senac comunica realização de processo seletivo destinado à contratação de empregados para atuar Secretário Executivo: 

Comunicado: 06/2014 (01 vaga) 
Cursando Ensino Superior
Experiência mínima comprovada de 06 meses desempenhando atividades de assessoramento em rotinas administrativas e de secretariado em nível de Diretoria 

Atribuições

Exercer, sob supervisão, atribuições técnico-administrativas de maior complexidade, podendo orientar, ao nível de seu conhecimento e experiência profissional, os demais empregados do seu setor ou equipe, quanto à execução dos trabalhos pertinentes à sua área de atuação e na solução de problemas que, eventualmente possam ocorrer;

Desenvolver e avaliar a programação das atividades pertinentes à sua área de atuação, participando da elaboração de cronogramas, projetos, relatórios, propostas, registrando dados e selecionando as informações mais relevantes, visando possibilitar o adequado desenvolvimento dos trabalhos; Redigir e digitar textos, informativos, pareceres técnicos; elaborar planilhas, gráficos, tabelas, quadros demonstrativos e layouts, utilizando tecnologia disponível, com objetivo de subsidiar o desenvolvimento dos trabalhos; Atender clientes e fornecedores, internos e externos, prestando informações e esclarecimentos; Executar outras atividades, correlatas de mesma natureza e equivalentes graus de responsabilidades e complexidade. 


Benefícios: 

-Vale Transporte (nos termos da Lei 7.418/85 e seu regulamento, Decreto 95.247/87); 
-Assistência Médica (opcional - com participação financeira do empregado); 
-Reembolso Creche ou Babá; 
-Alimentação subsidiada no local; 
-Plano de Previdência Complementar Privada, com participação financeira paritária do  empregado e do empregador; 
- Seguro de Vida em Grupo e Assistência Funeral.

Comunicado completo em: 
http://www.senac.br/institucional/processo-seletivo


quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

O mundo profissional de quem fala inglês é bem maior

Algumas pessoas verdadeiramente gostaria de conhecer e Eugênio Mussak está nesta lista. O artigo abaixo foi publicado na revista Você SA e vale muito a pena, como todos os outros publicados pelo autor. 

Em sua página pessoal, é possível conhecer seus trabalhos e publicações.  

http://eugeniomussak.com.br


Se este artigo fosse sobre a importância de falar mais de um idioma — em especial o inglês — para conseguir um bom emprego ou construir uma carreira, ser ia apenas mais um entre tantos, e você já estaria entediado, pensando: “OK, já sei…” Mas não é.


É sobre por que dominar um segundo idioma é fundamental, mesmo que você não trabalhe em uma multinacional nem atenda turistas. Nesses casos, está claro que se comunicar em outro idioma é competência crítica. Mas e nas outras empresas e nos outros trabalhos, em que a chance de dizer good morning, buenos dias ou guten Tag é remota?

Por que continua sendo importante ter algum nível de bilinguismo? Há pelo menos três explicações: a primeira é cultural, a segunda é pragmática e a terceira é cerebral.

Do ponto de vista cultural, o que se leva em consideração é que, se você fala inglês ou outra língua, é porque estudou mais e, nesse caso, tem mais conhecimento.

O domínio de línguas estrangeiras seria, então, um sinal da qualificação cultural do candidato, coisa que jamais é desconsiderada na hora da seleção de emprego. Quanto à questão pragmática, basta citar o seguinte: se você digitar no Google a frase “como alavancar resultados”, terá como resposta um pouco menos de 2 milhões de links, mas, se escrever “how to leverage results”, encontrará mais de 50 milhões.

Sim, a biblioteca virtual é imensamente maior se acessada em inglês. O mundo é consideravelmente maior para quem tem menos barreiras de comunicação. E ainda tem a questão cerebral-cognitiva.

A neurociência nos explica que usamos a parte frontal do cérebro para aprender por meio das emoções, que acionamos as partes laterais quando aprendemos por estímulos auditivos e que, quando aprendemos por meio de imagens, é a parte posterior do cérebro que funciona.

Já para aprender idiomas usamos o cérebro inteiro. Em outras palavras, pessoas que falam mais de uma língua costumam ter o cérebro mais elástico, com melhor qualidade dedutiva e maior potencial para aprender outras coisas.

É por isso que ter domínio do inglês (pelo menos) é qualidade desejada e é vantagem competitiva, especialmente em um país em que apenas 3% da população afirma ter algum conhecimento da língua de Shakespeare, e apenas 1% de fato o tem. Think about it!


Fonte: http://eugeniomussak.com.br


Vaga para Assessor (a) Bilíngue

Assessor (a) Bilíngue

BRASILIA - DF
UNIDADE VÉLI : Veli - Distrito Federal
Cliente
Confidencial
Descrição
Principais atividades:

Assessorar o presidente no desempenho de suas funções, gerenciando informações, auxiliando na execução de suas tarefas administrativas e em reuniões, marcando e cancelando compromissos. Coordenar e controlar equipes auxiliares e atividades; controlar documentos e comunicações em distintas mídias. Atender clientes externos e internos; organizar eventos e viagens e prestar serviços em idiomas estrangeiros. Cuidar da agenda do presidente e assessorar direção executiva.

Perfil desejado

Ensino Superior Completo em Secretariado Executivo;
Desejável Pós graduação concluída ou em andamento;
Sólida experiência profissional na área, preferencialmente ligada ao governo e/ou ao judiciário

Fonte: http://www.velirh.com.br/

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

SISDF divulga convenção Coletiva de Trabalho 2014

Comunicado do SISDF

Comunicamos aos profissionais secretários do segmento da terceirização que a Convenção Coletiva de Trabalho 2014 foi homologada, dia 17/1/2014, junto ao Ministério do Trabalho e Emprego e que o índice de reajuste do salário é de 10% (dez por cento) o que corresponde: a 6% de recuperação das perdas salariais e 4% de ganho real - e a alimentação no valor de R$ 20,00.


Os pisos salariais, já incluído o referido reajuste, passam a vigorar a partir de 1º de janeiro de 2014, da seguinte forma:

DESCRIÇÃO DO CARGO
FORMAÇÃO
PISO SALARIAL
AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO
Secretário Técnico
(CBO 3515)
Nível Médio
R$ 1.452,00
R$ 20,00
a partir de 1°/1/2014
Secretário Executivo
(CBO 2523-05)
Nível Superior
R$ 3.213,32
Secretário Executivo Bilíngue
(CBO 2523-10)
Nível Superior
R$ 3.575,42
  

A íntegra da norma está disponível na página da entidade: www.sisdf.com.br em “Acordos/Convenções/Atuais” – CCT SEAC/2014, ouwww.mte.gov.br, no link SISTEMA MEDIADOR, bastando para isso informar o número do registro DF000058/2014.

Fonte: http://www.sisdf.com.br/site/

Vaga para a área de Secretariado na Delegação da União Europeia no Brasil

Vaga disponível no site da Intelijob 


Assistente Administrativo Bilíngue - União Europeia no Brasil - Código 2226

Delegação da União Europeia no Brasil contrata Assistente Administrativo Bilíngue para vaga temporária pelo período de até 06 meses (3 meses, prorrogados por mais 3 meses). 

Exigências: Francês e Inglês fluente; bom português formal (oral e escrito); 
Atividades do cargo: dar suporte às atividades de cooperação em pesquisa e desenvolvimento com o Brasil, na área de TICs; acompanhar os novos desenvolvimentos na área de “Sociedade da Informação” nos principais meios de comunicação do Brasil; manter contato com as autoridades brasileiras relevantes e com os estados membros da União Europeia; auxiliar na organização de eventos, como workshops, seminários e reuniões no Brasil para o tema “Sociedade da Informação”; tradução e interpretação de textos de trabalhos da União Europeia; preparação de notas oficiais, documentos e relatórios no tema “Sociedade da Informação”; manter e atualizar a página web da Delegação da União Europeia, no que se refere ao tema “Sociedade da Informação”; fornecer apoio de secretariado e assistência em outras tarefas relevantes que a chefia do setor possa solicitar. 

Salário: R$ 3.500,00. Benefícios: Aux. Transporte, conforme o logradouro, e Aux. Alimentação no valor de R$ 20,00/dia. Horário de trabalho: 08h00 às 17h30, com intervalo, de segunda a quinta-feira, e 08h00 às 13h30, sem intervalo, sexta-feira. 

Interessados cadastrar currículo, gratuitamente, no site www.consultoriarh.com.br.
FONTE: http://www.consultoriarh.com.br/


O "custo-benefício" da área de Secretariado

E quem ainda tem dúvidas sobre a área de Secretariado Executivo, compartilho os dados publicados no site exame.com acerca do "custo-benefício" de 48 profissões entre elas, Secretariado Executivo. 

Se compararmos nossa profissão com as demais, que fazem parte da pesquisa, é possível constatar que não estamos aquém em termos de condições salariais, de jornada de trabalho, mercado e cobertura previdenciária. 

Salário mensal (médio): R$ 2.866,27
Horas semanais (média): 41,07 horas
Quantos estão trabalhando: 86,23 %
Quantos têm cobertura previdenciária: 89,43 %


Fonte: 
http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/a-performance-de-48-profissoes-no-brasil#21

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Vaga para estágio na área de Secretariado na IBM


IBM

O Programa de Estágio - Passaporte IBM - objetiva estimular o desenvolvimento profissional dos estudantes através de experiências práticas das áreas de negócio, para que eles adquiram novos conhecimentos e se tornem profissionais qualificados e diferenciados.
Estágio Secretariado Brasília (v839195)

Código da vaga:v839195
Nível hierárquico:Estágio
Local:Brasília / DF / BR
Quantidade de vagas:1
Data de expiração:30 de Janeiro de 2014
Pré-requisitos:

- Cursando Secretariado Executivo
- Cursando a partir do 2º ano de faculdade
- Formação a partir de Jul/2015
- Desejável Inglês
- Disponibilidade para estagiar 6 horas diárias


Fonte: http://www.vagas.com/vagas/v839195/estagio-secretariado-brasilia

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Restaurante Week Brasília começa dia 27/01




Quem é a primeira pessoa que vem a cabeça dos colegas de trabalho quando é preciso indicações para realização de almoço e/ou jantar de negócios? 

O Secretário, é lógico.

Por isso, não basta habilidade técnica, é preciso bom gosto e conhecimento de bons lugares. 

E uma ótima oportunidade para ampliar seu o leque de restaurantes, por preços convidativos, é o Restaurante week. 

O festival, cuja a exigência dos organizadores é que o restaurante participante tenha menu e preço fechado para almoço e jantar, acontece entre os dias 27/01 e 09/02. 

Restaurantes como Universal Dinner, Le Jardin e Ares do Brasil fazem parte do programa.


Saiba mais em: 

Fonte: http://www.restaurantweek.com.br 


Boas palestras online e gratuitas





Você conhece site http://www.ted.com?

A página disponibiliza diversas conferências e palestras de pensadores de todo o mundo. Os temas são os mais variados e buscam conciliar trabalho e vida pessoal. Os vídeos, que tem duração média de 10 minutos, trazem experiências e situações muito interessantes, que possibilitam algumas reflexões.



Abaixo, uma das palestras disponíveis no site que aborda a questão da linguagem corporal e como o tema afeta a maneira como os outros nos vêem. 








Aprenda a lidar com seu chefe





Considerando a estreita relação entre o Profissional de Secretariado e o(s) Executivo (s) que assessora é fundamental que haja sintonia. Assim como em uma orquestra, é necessário afinidade entre ambos. 

E quando você não gosta do seu chefe? Como fazer? 


É claro que não há fórmulas para que você goste de uma pessoa, que por algum motivo, você não gosta. Mas é possível que algumas mudanças no comportamento colaborem para o seu bem estar: 


Bater de frente – Se seu chefe é do tipo autoritário não tente discordar e/ou “bater boca” no calor de uma discussão. Saiba identificar o melhor momento para fazer suas colocações e tenha cuidados ao usar as palavras. 

Conheça o seu chefe – Pelo bom dia você já é capaz de “medir” o humor do seu chefe. Portanto, perceba e sinta o território antes de iniciar qualquer conversa. Se ele demonstrar irritabilidade ou impaciência fuja de temas que o deixarão mais irritado. Nessa situação o melhor é ser objetivo, breve e gentil. 

Empatia – Ser chefe não isenta ninguém de pressão e cumprimento de metas. Então, use o seu bom senso e procure entender o porquê de alguns comportamentos e quando puder contribua, sugira soluções. Lembre-se que você é um agente facilitador. 

Não aceite não como resposta – Chefes odeiam ouvir não. Eles acreditam, ou melhor, têm certeza, que as pessoas são capazes de fazer a maior parte das coisas para as quais elas dizem “não”. Então, antes de retornar com um “não” para o seu chefe, esgote todas as possibilidades e se realmente não for possível, peça sua orientação sobre como proceder. 

Na dúvida, pergunte – Chefes odeiam ouvir “Eu achei que....” como diz um professor: Quem acha, não acha nada. Então, quando tiver dúvidas, pergunte. Será mais eficaz e eficiente que tentar adivinhar o que ele falou. 

Escute – O Executivo mal terminou de falar e você já se desespera para concluir o que foi solicitado. Ouça e anote. Não seja impaciente para concluir suas tarefas. 

Veja o lado bom – Todo mundo tem algo a oferecer. Então, ao invés de só criticar o seu chefe, procure observar seus aspectos positivos. Identifique as características que você admira. Um dos grandes prazeres da vida profissional é trabalhar com quem admiramos. Esse sentimento nos motiva. 

Não fale mal de seu chefe – A discrição é uma das características do Profissional de Secretariado. Portanto, evite falar mal do seu chefe para os colegas de trabalho. Ainda que esteja insatisfeito, lembre-se que a informação pode chegar aos ouvidos dele, além de tal comportamento denunciar contra você. 

E se ainda assim você continuar não gostando do seu chefe e a situação for realmente insustentável, analise se não é hora de pedir transferência de área ou até mesmo mudar de empresa. O Fato de você não ter dado certo com um determinado perfil, não significa que você não seja um bom profissional, significa que, nesse caso, não teve "química". 


Um abraço, 

Simara Rodrigues

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Vagas para a área de Secretariado em Brasília

Novas vagas disponíveis para a área de Secretariado publicadas no vagas.com 


Secretária (o) (v875925)
Código da vaga:v875925
Nível hierárquico:Pleno
Local:Brasília / DF / BR
Data de expiração:12 de Fevereiro de 2014

Experiência:

* Experiência com Pacote Office

Atribuições:

*Execução de tabelas e gráficos em Excel;
*Montagem de apresentações em power point
*Realização de pesquisas em sites e redes e que possa, inclusive, auxiliar na inserção de conteúdos em sites controlados pela empresa;
*Cuidado sob os arquivos da empresa.

Horário de trabalho: 8h30 às 18h30.
Benefício: Vale Transporte e Plano de Saúde
Salário: Colocar pretensão salarial.

Link: http://www.vagas.com.br/vagas/v875925/secretaria




Secretária Administrativa (v874365)

Código da vaga:v874365
Nível hierárquico:Auxiliar/Operacional
Local:Brasília / DF / BR
Quantidade de vagas:1
Data de expiração:08 de Fevereiro de 2014
Atribuições: Recepção - Atendimento - Protocolo de Documentos em órgãos oficiais - Pagamento das Despesas entre outras rotinas pertinentes a área.

Mandatório: Conhecimento em Órgãos Públicos, protocolo de documentos de licitação.

Benefícios: Vale Refeição, Vale Transporte

OBS: Informar a pretensão salarial na carta de apresentação (não responder "a combinar").



link: http://www.vagas.com.br/vagas/v874365/secretaria-administrativa

"Amor pela profissão - Uma escolha consciente"

E finalmente o exemplar do livro “Excelência no Secretariado” chegou. Eu não tinha dúvidas quanto a qualidade do material, mas não imaginei que fosse me deixar acordada até as 00h40 da manhã sem vontade de parar a leitura.



O livro, cuja coordenação editorial é de responsabilidade dos profissionais Bete D’Elia, Magali Amorim e Mauricio Sita, nos privilegia com a participação de grandes nomes e profissionais da área de Secretariado.



Cada página vem recheada de temas relevantes para a área e sempre com o olhar daqueles que conhecem e dominam os inúmeros temas abordados. E os currículos dos escritores? Um convite para nos matricularmos amanhã no Doutorado. Brincadeiras a parte, vou utilizar frase descrita na introdução desse brilhante trabalho para descrever meu sentimento: “Se consegui ver mais longe, foi porque me apoiei em ombros de gigantes – Isaac Newton”.



Não é segredo minha paixão pela profissão que escolhi exercer, ou melhor, ela me escolheu e gratamente retribui, mas assim como em qualquer situação da vida também vivencio os dissabores da profissão. Então, quando me deparo com um conteúdo dessa natureza é impossível não me sentir motivada e pronta para dar continuidade a tantos projetos e sonhos.



Embora ainda esteja na página 106 – de um total de 415 – sinto-me privilegiada por minhas escolhas, assim como orgulhosa em fazer parte de um universo multifuncional e polivalente como o Secretariado Executivo.



Meus sinceros agradecimentos aos envolvidos nesse projeto que certamente será de grande contribuição aos presentes e futuros profissionais de Secretariado.



A quem possa interessar, o livro pode ser adquirido no site da editora ou nos sindicatos

http://www.editorasermais.com.br/loja/index.php?route=product/product&product_id=131


terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Quem planta cebola, não colhe tomate



Alguns saberes jamais serão encontrados em livros, embora eles sejam indispensáveis para o nosso intelecto. Mas é, também, por meio das relações que cultivamos ao longo de nossas vidas, que formamos o nosso capital humano.



A verdade é que todos nós temos algo a oferecer! Por isso, a importância em valorizarmos cada um que passa em nossas vidas. 

Afinal, como afirmou Exupery, “Cada um que passa em nossa vida, passa sozinho, mas não vai só, nem nos deixa sós...”. 

Outro dia, entre todas as lições que tenho o privilégio de aprender, um Executivo me disse: “Simara, quem planta cebola, não colhe tomate”. 

Ditado mais regional e singular impossível. Fui para casa pensando sobre o assunto e imaginando alguns cenários. 


A verdade é que somos a soma de nossas escolhas. Isto é, quando decido adotar uma postura proativa, prestativa, solidária, gentil, amorosa, amiga e otimista a probabilidade do “retorno” ser recíproco é grande, assim como quando uma adoto uma postura agressiva, soberba, prepotente, autoritária tenho grande chance de receber o mesmo tratamento. 

Foi uma conversa rápida, como todas as outras, e certamente ele não faz ideia da contribuição que deixou e tem deixado ao longo de todos os anos. 

Mal sabe ele que anoto alguns dos seus ensinamentos no meu caderninho. Talvez ele pense que eu nem dou ouvidos, afinal, as pessoas têm mais pressa em falar que escutar, mas desde então, tenho me perguntando, com mais frequência, o que eu quero colher. 

Um abraço,

Simara Rodrigues

Como fugir de conversas pessoais indesejadas no ambiente de trabalho


Excelente artigo publicado no site do Valor Econômico! 



É um clássico das comédias de ambiente de trabalho. Você pede a opinião de um colega sobre um projeto e, 40 minutos depois, ele ainda está discursando sobre os filhos e os planos para o feriado. Como acabar com conversas com colegas de trabalho tagarelas sem prejudicar a relação profissional?

William Hanson, autor do livro "The Bluffers Guide to Etiquette", sugere que é importante dar o tom para desencorajar os “exageros”: “Para evitar conversas longas e pessoais, adote uma atitude mais séria e profissional”. Outra tática é colocar um limite de tempo na conversa antes mesmo de ela começar. Por exemplo, ao perguntar se a pessoa tem dois minutos para falar com você no caminho até uma reunião. Paralelamente, faça perguntas diretas que levem a respostas breves.

Estratégias físicas também funcionam bem. Ao invés de fazer a pessoa vir até você, vá até ela sempre que possível. “É muito mais fácil sair de perto de alguém do que livrar-se dele”, diz Peter English, especialista em eficiência pessoal e autor do livro “Confidence Pocketbook”. Ele adiciona que se você tiver uma cadeira vaga na sua estação de trabalho, deve colocar papéis em cima. “Desse jeito, as pessoas não vão se 'empoleirar'. Se você quiser que seus visitantes sentem ao seu lado, é só desocupar o espaço", diz. 

English diz que você não deveria se preocupar em interromper os outros: “Você deve repensar o quão rude pode ser”. Ao invés de acenar com a cabeça e sorrir enquanto a pessoa começa um monólogo, você pode interromper ou usar a linguagem corporal. Com a segunda opção, você pode se virar um pouco para o lado oposto do interlocutor, erguer uma mão ou tocar a pessoa no antebraço, diz English.

Há também uma série de frases prontas, diz Jane Clarke, da firma de psicólogos do trabalho Nicholson McBride. “Você pode dizer ‘Me perdoe, estou atolado’ ou ‘Eu adoraria falar com você, mas preciso terminar esse relatório’”. Nesse caso, você posiciona o "corte" de forma educada e pode, ainda, suavizar o golpe com um sorriso, completando que adoraria conversar uma outra hora.

No entanto, é melhor ter cuidado ao interromper todas as conversas, independentemente do quão ocupado você está. “As pessoas se relacionam para fazer negócios, e, mesmo se você não estiver interessado, bater papo é importante”, diz Hanson. “Em muitas culturas, os negócios são fechados em dois minutos e depois você passa duas horas falando sobre a família”. O truque, nesses casos, é reformular a conversa, diz Jane. Ao invés de ver o tempo como perdido, ela sugere convencer-se de que se está fazendo uma conexão com alguém útil.

O outro lado da moeda é garantir que você não deixe os outros entediados ao conversar com eles. Para isso, a linguagem corporal fala muito e pode ajudar – Hanson sugere olhar para os pés. “Se meus pés estão apontados para o meu interlocutor, eu estou interessado, mas se um deles está apontando para a porta, quero ir embora”. Se você captar sinais como esses da outra pessoa, é possível que você também esteja falando demais. Nesse caso, é hora de falar: "Não vou te prender mais".



Fonte: http://www.valor.com.br/carreira/3394608/como-mandar-pessoas-ficarem-quietas-de-forma-educada

Vaga para a área de Secretariado na Organização Pan-Americana da Saúde

Vaga publicada pela Organização Pan-Americana da Saúde 

REPUBLICAÇÃO - VAGA: OPAS/BRA/20-13
TÍTULO: Secretária Bilíngue (CLT - terceirizado)
Duração do contrato: indeterminado, com 3 meses de período probatório
Remuneração: R$ 3.360,59 (mensal)
Benefícios: Plano de saúde e odontológico, VT e VR (valor facial R$ 24,22/dia)
Local: Brasília, Brasil
Inscrições: até 19 de janeiro de 2014


Maiores Informações em: 

http://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=1826

http://www.paho.org/bra/images/stories/2014_TrabalheConosco/tr%20-%20secretaria%20bilingue%2020-13.pdf




segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

ABDI divulga processo seletivo para a área de Secretariado Executivo em Brasília

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial divulga Processo Seletivo para a área de Secretariado Executivo. 


Cargo: Cargo I – ADI NS Iniciante – Gabinete Bilíngue
Formação Exigida: Superior Completo em Secretariado Executivo + espanhol ou inglês intermediário
Experiência Mínima: Mínimo de 06 (seis) meses de experiência em secretariado de altos executivos 
Salário: R$ 4.076,00 
vagas: 01 


DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

O presente Processo Seletivo por prazo determinado visa à contratação de técnicos de nível superior para o preenchimento dos cargos acima, não assegurando aos candidatos o direito a ingresso automático nesta Agência no cargo para o qual concorreu, ainda que classificado, mas tão somente a expectativa de vir a ser admitido, segundo a rigorosa ordem de classificação e a existência de vagas. 

O pedido de inscrição será efetuado até o dia 22/01/2014


Principais Atividades: 

1. Assegurar que a programação de viagens a serviços da sua área de atuação atenda às exigências da agenda programada, apoiando a busca da logística eficaz, ou seja, na organização dos horários de deslocamentos compatíveis com os horários dos compromissos, na reserva de hotéis e passagens, na contratação de veículos para apoio no local e nos demais serviços necessários (telefônica, xerox, fax);


2. Elaborar a prestação de contas de viagem a serviço da sua área de atuação se no prazo legal e atendendo às exigências da área responsável pelo controle de viagens a serviço, levantando todas as informações junto ao usuário, relatando detalhadamente a agenda cumprida, anexando os respectivos documentos comprobatórios e colhendo todas as assinaturas de autorização exigidas; 


3. Elaborar as agendas dos superiores da área em que atua de forma precisa e rápida, confirmando compromissos futuros, organizando os horários e informações sobre o evento, participantes, endereços, telefones para contatos; 


4. Assegurar que as entregas e recebimentos de documentos, pagamentos e outras atividades da área em que atua sejam atendidas, realizando a triagem e organizando a agenda de serviços externos, evitando conflitos de horários ou demandas, providenciando outra estratégia de execução quando necessário; 


5. Executar com eficiência todas as atividades de preparação das reuniões da área em que atua, contatando os participantes, organizando a sala de reuniões, montando material para apreciação, atendendo as exigências operacionais, organizando material de apoio, prestando apoio no local e providenciando os recursos necessários ao transporte de participantes/convidados de fora de Brasília; 


6. Executar todas as atividades de desdobramento das reuniões da área em que atua de maneira eficiente, auxiliando na preparação dos registros das reuniões, bem como na  recuperação de informações e decisões anteriores; 


7. Buscar a clareza e objetividade na redação dos documentos das demandas rotineiras da área em que atua, inclusive as redações solicitadas pelos superiores; elaborando ofício, memorando, fax, e-mail; segundo os padrões de redação da ABDI; 


8. Organizar as atividades de escritório da área em que atua com eficiência, 

providenciando a remessa e recebimento dos documentos, organizando os arquivos e provendo material de apoio; 

9. Garantir um atendimento de qualidade, no âmbito da sua área de atuação, às consultas internas ou externas, utilizando sempre da atenção, do bom trato pessoal, da boa educação e do interesse; 


10. Organizar e atualizar o arquivo de documentos e de dados da sua área de atuação, ordenando, definindo pastas e divisórias e elaborando índices. 


Conhecimentos Técnicos e Específicos: 

1. Domínio pleno da língua portuguesa, tanto na forma oral como na escrita; 
2. Conhecimento de MS-Word, MS-Excel e MS-Power Point; 
3. Capacidade de desenvolver e manter boa comunicação. 
4. Conceitos de organização de arquivos e métodos de acesso como usuário. 
5. Noções de administração: organização, sistemas e métodos aplicados à organização de viagens e de agendas. 
6. Técnicas de redação: comunicação oficial segundo o Manual de Redação da 
Presidência da República. 
7. Técnicas de arquivo. 
8. Técnicas de Cerimonial e Protocolo. 
9. Língua Inglesa: 6.1 Compreensão de textos em Língua Inglesa. 6.2 Itens gramaticais 
relevantes para a compreensão dos conteúdos semânticos. 
10. Redação de Correspondências Oficiais, Relatórios Executivos e Notas Técnicas. 
11. Regulamento de Licitações e Contratos da ABDI. 
12. Regulamento de Convênios da ABDI.
13. Lei 11.080/2004. 
14. Decreto 5.352/2005. 
15. Estatuto do Serviço Social Autônomo ABDI. 


Experiência Profissional: 

Mínimo de 06 (seis) meses em atividades relacionadas às principais responsabilidades inerentes a função específica. 
Salário: R$ 4.076,00 (quatro mil e setenta e seis reais). 
Duração: 01 (um) ano 
Local de Trabalho: Brasília-DF. 
Observações: Início imediato. 

O edital completo poderá ser acesso em:


http://www.abdi.com.br/Processo%20Seletivo/COMUNICADO-PS%20001-2014.pdf


Fonte:
http://www.abdi.com.br






28 anos e ainda há desinformação






Embora a Lei que regulamenta a profissão de Secretariado seja muito clara quanto as exigências para atuar na área é comum encontrar anúncios de emprego que descartam ou desconhecem essa obrigatoriedade. 

“contrata-se Secretária Executiva para atuar em empresa de grande porte.
Exigências: formação em qualquer nível superior”

Dois erros cometidos em anúncios dessa natureza: 

1) Rotular que a profissão é exclusiva para o sexo feminino;

2) Acreditar que qualquer formação terá o mesmo desempenho e conhecimentos daqueles que se preparam para exercer a função. 

A quem possa interessar: 

...” é considerado

I - Secretário Executivo

a) o profissional diplomado no Brasil por curso superior de Secretariado, reconhecido na forma de Lei, ou diplomado no exterior por curso de Secretariado, cujo diploma seja revalidado no Brasil, na forma de Lei.

b) o portador de qualquer diploma de nível superior que, na data de vigência desta Lei, houver comprovado, através de declarações de empregadores, o exercício efetivo, durante pelo menos trinta e seis meses, das atribuições mencionados no Art.4º. desta Lei. 

II - Técnico em Secretariado

a) o profissional portador de certificado de conclusão de curso de Secretariado em nível de 2º. grau

b) portador de certificado de conclusão do 2º. grau que, na data de início da vigência desta Lei, houver comprovado, através de declarações de empregadores, o exercício efetivo, durante pelo menos trinta e seis meses, das atribuições mencionados no Art. 5º. desta Lei. “ ..... 

Confesso que me causa estranheza que após 28 anos da publicação da Lei que regulamenta a profissão algumas empresas de recrutamento e seleção ainda desconheçam questões óbvias e que impactam nos resultados e expectativas das empresas.


De qualquer forma, atuar na divulgação e esclarecimento da profissão pode contribuir para o melhor entendimento do papel deste profissional. Afinal, é nosso dever lutar pelo progresso da profissão.  



Lei de Regulamentação da Profissão


Lei 7377, de 30/09/85 e Lei 9261, de 10/01/96

Dispõe sobre o exercício da profissão de secretário e dá outras providências

O Presidente da República.



Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:



Art.1º. O exercício da profissão de secretário é regulado pela presente Lei.


Art.2º. Para os efeitos desta Lei, é considerado:

I - Secretário Executivo

a) o profissional diplomado no Brasil por curso superior de Secretariado, reconhecido na forma de Lei, ou diplomado no exterior por curso de Secretariado, cujo diploma seja revalidado no Brasil, na forma de Lei.

b) o portador de qualquer diploma de nível superior que, na data de vigência desta Lei, houver comprovado, através de declarações de empregadores, o exercício efetivo, durante pelo menos trinta e seis meses, das atribuições mencionados no Art.4º. desta Lei.

II - Técnico em Secretariado

a) o profissional portador de certificado de conclusão de curso de Secretariado em nível de 2º. grau

b) portador de certificado de conclusão do 2º. grau que, na data de início da vigência desta Lei, houver comprovado, através de declarações de empregadores, o exercício efetivo, durante pelo menos trinta e seis meses, das atribuições mencionados no Art.5º. desta Lei.

Art. 3º. É assegurado o direito ao exercício da profissão aos que, embora não habilitados nos termos do artigo anterior, contém pelo menos cinco anos ininterruptos ou dez anos intercalados de exercício de atividades próprias de secretaria na data de vigência desta Lei.

Art.4º. São atribuições do Secretário Executivo:

I - planejamento, organização e direção de serviços de secretaria; 
II - assistência e assessoramento direto a executivos;
III - coleta de informações para a consecução de objetivos e metas de empresas;
IV - redação de textos profissionais especializados, inclusive em idioma estrangeiro;
V - interpretação e sintetização de textos e documentos;
VI - taquigrafia de ditados, discursos, conferências, palestras de explanações, inclusive em idioma estrangeiro;
VII - versão e tradução em idioma estrangeiro, para atender às necessidades de comunicação da empresa;
VIII - registro e distribuição de expediente e outras tarefas correlatas;
IX - orientação da avaliação e seleção da correspondência para fins de encaminhamento a chefia;
X - conhecimentos protocolares.

Art.5º. São atribuições do Técnico em Secretariado:

I - organização e manutenção dos arquivos da secretaria;
II - classificação, registro e distribuição de correspondência;
III - redação e datilografia de correspondência ou documentos de rotina, inclusive em idioma estrangeiro;
IV - execução de serviços típicos de escritório, tais como recepção, registro de compromissos, informações e atendimento telefônico.

Art.6º. O exercício da profissão de Secretário requer prévio registro na Delegacia Regional do Trabalho do Ministério do Trabalho e far-se-á mediante a apresentação de documento comprobatório de conclusão dos cursos previstos nos incisos I e II do Art.2º. desta Lei e da Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS.

Parágrafo Único - No caso dos profissionais incluídos no Art.3º., a prova da atuação será feita por meio de anotações na Carteira de Trabalho e Previdência Social e através de declarações das empresas nas quais os profissionais tenham desenvolvido suas respectivas atividades, discriminando as atribuições a serem confrontadas com os elencos especificados nos Arts.4º. e 5º.

Art.7º. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Art.8º. Revogam-se as disposições em contrário.



José Sarney 

Almir Pazzianotto



Fernando Henrique Cardoso 

Paulo Paiva


Consulta da Lei: 
http://www.fenassec.com.br/b_osecretariado_lei_regulamentacao.html


sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

15 coisas que você precisa abandonar para ser feliz



Achei interessante e desafiador, então aqui compartilho:


1. Desista da sua necessidade de estar sempre certo

Há tantos de nós que não podem suportar a ideia de estarem errados – querem ter sempre razão – mesmo correndo o risco de acabar com grandes relacionamentos ou causar estresse e dor, para nós e para os outros. E não vale a pena, mesmo. Sempre que você sentir essa necessidade “urgente” de começar uma briga sobre quem está certo e quem está errado, pergunte a si mesmo: “Eu prefiro estar certo ou ser gentil?” (Wayne Dyer) Que diferença fará? Seu ego é mesmo tão grande assim? 

2. Desista da sua necessidade de controle

Estar disposto a abandonar a sua necessidade de estar sempre no controle de tudo o que acontece a você e ao seu redor – situações, eventos, pessoas, etc. Sendo eles entes queridos, colegas de trabalho ou apenas estranhos que você conheceu na rua – deixe que eles sejam. Deixe que tudo e todos sejam exatamente o que são e você verá como isso irá o fazer se sentir melhor.

“Ao abrir mão, tudo é feito. O mundo é ganho por quem se desapega, mas é necessário você tentar e tentar. O mundo está além da vitória.” Lao Tzu

3. Pare de culpar os outros

Desista desse desejo de culpar as outras pessoas pelo que você tem ou não, pelo que você sente ou deixa de sentir. Pare de abrir mão do seu poder e comece a se responsabilizar pela sua vida.

4. Abandone as conversinhas auto-destrutivas

Quantas pessoas estão se machucando por causa da sua mentalidade negativa, poluída e repetidamente derrotista? Não acredite em tudo o que a sua mente está te dizendo – especialmente, se é algo pessimista. Você é melhor do que isso.

“A mente é um instrumento soberbo, se usado corretamente. Usado de forma errada, contudo, torna-se muito destrutiva.” Eckhart Tolle

5. Deixe de lado as crenças limitadoras sobre quem você pode ou não ser, sobre o que é possível e o que é impossível. De agora em diante, não está mais permitido deixar que as suas crenças restritivas te deixem empacado no lugar errado. Abra as asas e voe!

“Uma crença não é uma ideia realizada pela mente, é uma ideia que segura a mente.” Elly Roselle

6. Pare de reclamar

Desista da sua necessidade constante de reclamar daquelas várias, várias, váaaarias coisas – pessoas, momentos, situações que te deixam infeliz ou depressivo. Ninguém pode te deixar infeliz, nenhuma situação pode te deixar triste ou na pior, a não ser que você permita. Não é a situação que libera esses sentimentos em você, mas como você escolhe encará-la. Nunca subestime o poder do pensamento positivo.

7. Esqueça o luxo de criticar

Desista do hábito de criticar coisas, eventos ou pessoas que são diferentes de você. Nós somos todos diferentes e, ainda assim, somos todos iguais. Todos nós queremos ser felizes, queremos amar e ser amados e ser sempre entendidos. Nós todos queremos algo e algo é desejado por todos nós.

8. Desista da sua necessidade de impressionar os outros

Pare de tentar tanto ser algo que você não é só para que os outros gostem de você. Não funciona dessa maneira. No momento em que você pára de tentar com tanto afinco ser algo que você não é, no instante em que você tira todas as máscaras e aceita quem realmente é, vai descobrir que as pessoas serão atraídas por você – sem esforço algum.

9. Abra mão da sua resistência à mudança

Mudar é bom. Mudar é o que vai te ajudar a ir de A a B. Mudar vai melhorar a sua vida e também as vidas de quem vive ao seu redor. Siga a sua felicidade, abrace a mudança – não resista a ela.

“Siga a sua felicidade e o mundo abrirá portas para você onde antes só havia paredes” Joseph Campbell

10. Esqueça os rótulos

Pare de rotular aquelas pessoas, coisas e situações que você não entende como se fossem esquisitas ou diferentes e tente abrir a sua mente, pouco a pouco. Mentes só funcionam quando abertas.

“A mais extrema forma da ignorância é quando você rejeita algo sobre o que você não sabe nada” Wayne Dyer

11. Abandone os seus medos

Medo é só uma ilusão, não existe – você que inventou. Está tudo em sua cabeça. Corrija o seu interior e, no exterior, as coisas vão se encaixar.

“A única coisa de que você deve ter medo é do próprio medo” Franklin D. Roosevelt

12. Desista de suas desculpas

Mande que arrumem as malas e diga que estão demitidas. Você não precisa mais delas. Muitas vezes nos limitamos por causa das muitas desculpas que usamos. Ao invés de crescer e trabalhar para melhorar a nós mesmos e nossas vidas, ficamos presos, mentindo para nós mesmos, usando todo tipo de desculpas – desculpas que, 99,9% das vezes, não são nem reais.

13. Deixe o passado no passado

Eu sei, eu sei. É difícil. Especialmente quando o passado parece bem melhor do que o presente e o futuro parece tão assustador, mas você tem que levar em consideração o fato de que o presente é tudo que você tem e tudo o que você vai ter. O passado que você está desejando – o passado com o qual você agora sonha – foi ignorado por você quando era presente. Pare de se iludir. Esteja presente em tudo que você faz e aproveite a vida. Afinal, a vida é uma viagem e não um destino. Enxergue o futuro com clareza, prepare-se, mas sempre esteja presente no agora.

14. Desapegue do apego

Este é um conceito que, para a maioria de nós é bem difícil de entender. E eu tenho que confessar que para mim também era – ainda é -, mas não é algo impossível. Você melhora a cada dia com tempo e prática. No momento em que você se desapegar de todas as coisas, (e isso não significa desistir do seu amor por elas – afinal, o amor e o apego não têm nada a ver um com o outro; o apego vem de um lugar de medo, enquanto o amor… bem, o verdadeiro amor é puro, gentil e altruísta, onde há amor não pode haver medo e, por causa disso, o apego e o amor não podem coexistir), você irá se acalmar e se virá a se tornar tolerante, amável e sereno… Você vai alcançar um estado que te permita compreender todas as coisas, sem sequer tentar. Um estado além das palavras.

15. Pare de viver a sua vida segundo as expectativas das outras pessoas

Pessoas demais estão vivendo uma vida que não é delas. Elas vivem suas vidas de acordo com o que outras pessoas pensam que é o melhor para elas, elas vivem as próprias vidas de acordo com o que os pais pensam que é o melhor para elas, ou o que seus amigos, inimigos, professores, o governo e até a mídia pensa que é o melhor para elas. Elas ignoram suas vozes interiores, suas intuições. Estão tão ocupadas agradando todo mundo, vivendo as suas expectativas, que perdem o controle das próprias vidas. Isso faz com que esqueçam o que as faz feliz, o que elas querem e o que precisam – e, um dia, esquecem também delas mesmas. Você tem a sua vida – essa vida agora – você deve vivê-la, dominá-la e, especialmente, não deixar que as opiniões dos outros te distraiam do seu caminho.

Saiba utilizar seu e-mail corporativo



"Business is Business" e o mesmo é válido para o uso dos e-mails corporativos. Nesse sentido, compartilho algumas dicas a respeito do assunto: 


Separe o profissional do pessoal - Entenda que a empresa disponibiliza um login para que você represente a Instituição, facilite a comunicação entre os colaboradores, entre outros aspectos. Portanto, e-mail com fotos pessoais, conversas picantes, desabafos, vídeos, envio de currículo e as tão odiadas "correntes" devem ser encaminhados e recebidas em  seu e-mail pessoal. Espaço esse reservado para que você fale e faça o que quiser. 

É importante, inclusive, lembrar que e-mails corporativos são monitorados, então evite criar situações constrangedoras.  Sem deixar de ressaltar que numa possível mudança de emprego seus contatos são perdidos, o que nunca acontecerá se tiver o hábito de utilizar seu e-mail pessoal.


Postura virtual – Tenha bom senso ao redigir seus e-mails corporativos, utilizando sempre um tom profissional em suas redações. Por isso nada de sarcasmos, apelidos, piadinhas e brincadeiras de mau gosto.

Spam – Recebeu uma mensagem direcionada a várias pessoas e áreas da empresa responda apenas a quem interessar e não a todos do grupo. Não crie, a partir daí, um fórum de discussão. É extremamente irritante receber dezenas de e-mails que fogem da nossa alçada e que só servem para lotar a caixa de entrada.


Campo Assunto – seja objetivo e direto a partir do campo “assunto” por isso jamais deixe esse campo em branco ou seja subjetivo. Se for enviar, por exemplo, um relatório, descreva no campo do assunto em poucas palavras o tema central. E jamais use o campo assunto para redigir uma mensagem. Como assim? Explico: “Simara preciso falar com você sobre a Viagem do Dr. Pedro à China por favor me ligue. Acredite, isso acontece!


Facilitador – Isso mesmo, não dificulte a vida das pessoas. Outro aspecto irritante é receber aquele e-mail com 8 páginas de conversa com um simples: “PSC”,  “FYI” ou ainda um simples enviar. Faça, pelo menos, um breve resumo sobre o conteúdo, seja objetivo e diga o que você quer ao enviar a mensagem.

Rediga um e-mail e não um testamento – seja breve em suas colocações, entretanto de forma clara e objetiva.


Educação é bom e tudo mundo gosta – Na era da comunicação rápida em que sms, whatsap e etc fazem parte da nossa rotina, redigir um e-mail, tornou-se um desafio, a começar pelo inicio da mensagem. Eu, graças à Deus, sou da geração do bom dia, obrigada,  por favor, Agradeço sua atenção. Então, por mais que esteja com pressa em redigir um e-mail tenha educação. Inicie seu e-mail com um “caro fulano” “Prezada Fulana” ou outra saudação que prefira. É extremamente deselegante e feio receber uma mensagem “ctrl c + Ctrl v”. Lembre-se a pressa é inimiga da perfeição.

Assinatura de e-mail – Sempre, sempre e sempre tenha sua assinatura ao final da mensagem, isso facilita o contato, caso necessário, e gera tempo para todos. Não “ache” que ocupar o cargo de Secretário da Diretoria significa ser “Top of mind”.


Tudo que você escrever poderá ser usado contra você no futuro – Seja cuidadoso ao redigir suas mensagens. Por isso, evite ser agressivo, fazer comentários indiscretos e jamais fale mal do seu chefe e de seus colegas.

Preste atenção ao que está fazendo – antes de enviar uma mensagem, verifique se escreveu corretamente, se os destinatários estão corretos, se a ortografia está correta, se os devidos anexos fazem parte do conteúdo, enfim, preste atenção.