terça-feira, 1 de outubro de 2013

Chefe de Departamento do Curso de Secretariado da UPIS fala sobre a profissão





Em entrevista ao Blog da UPIS, a Chefe do Departamento de Secretariado da Instituição, Dora Lúcia, fala sobre o crescimento da profissão e outros assuntos relacionados.

Tive o privilégio de conhecer a Professora Dora quando ingressei na Instituição, como aluna, em 1999. Sua referência não só como Docente, mas como ser humano contribuiu e tem contribuído para o meu crescimento profissional e pessoal. 

Acredito que todos que a conhecem compartilham do seguinte pensamento: "quero ser assim quando crescer" (risos). Em 2009 ingressei na UPIS, como docente, e atualmente estou subordinada a ela, o que me enche de orgulho e me motiva cada dia mais abraçar a profissão. 


Leia a entrevista:  

Escolher o curso de graduação não é tarefa fácil. Entre diversas áreas e opções no mercado, fica difícil saber qual será a melhor profissão a ser seguida. Por isso, antes de tomar a decisão, vale conhecer bem o mercado que pretende se inserir. Interessados na área de gestão e assessoramento técnico podem optar pela carreira de secretário executivo, uma das profissões mais desejadas por todas as nações e mercados de trabalho, já que nenhuma organização pode prescindir da presença constante de um secretário.




Para compreendermos melhor a profissão, o blog entrevistou a chefe de Departamento de Secretariado Executivo da UPIS, professora Dora Lúcia Silveira, que revela as principais atribuições do cargo e as competências necessárias à formação. Segundo ela, o trabalho deste profissional caracteriza-se por seu destaque na esfera gerencial, o que de forma global exige que o secretário tenha aprendizado constante e invista em treinamentos, não somente em sua formação específica. A professora abordou ainda o mercado de trabalho e revelou o que deve fazer o profissional que deseja se destacar na área. Confira!

O que faz um profissional formado em Secretariado Executivo?

Segundo o escritor Robert Reich, a categoria dos serviços secretariais é classificada como “Serviços Simbólico Analíticos”, diferenciada por prestar atendimento a diversos profissionais sem ser um deles, cujas atividades incluem identificar e solucionar problemas. Dentre as competências necessárias à formação deste profissional destacamos a formação em nível universitário (bacharel), se possível, pós-graduado; conhecimento teórico-técnico na área de gestão; capacidade de comunicação oral e escrita, inclusive em mais de um idioma; competência em relacionamentos interpessoais; e postura mental, física e profissional de acordo com o ambiente corporativo. O trabalho de um secretário deve pautar-se pela constante atualização, pois seu cotidiano é marcado sempre pelas novidades e aprendizado constante.

Quais são as principais atribuições do cargo?

Dentre as principais atribuições do cargo regulamentadas por lei destacamos planejamento, organização e direção de serviços de secretaria; assistência e assessoramento direto a executivos; redação de textos profissionais especializados, inclusive em idioma estrangeiro; versão e tradução em idioma estrangeiro para atender às necessidades de comunicação da empresa; orientação da avaliação e seleção da correspondência para fins de encaminhamento a chefia; conhecimentos protocolares; planejamento e execução de eventos; e planejamento e controle de viagens.

Quais empresas demandam mais secretários executivos?

O profissional da área secretarial, especificamente o bacharel, realiza tarefas de assessoramento executivo. Seu trabalho cabe em todas as instituições e organizações de qualquer porte, cujos objetivos são atingir a consecução das metas corporativas delineadas nas estratégias organizacionais. Podemos destacar os órgãos oficiais, as empresas privadas, as multinacionais, etc.

A profissão de secretariado executivo está entre as profissões que mais crescem no mundo. A que você atribui esse crescimento?

No universo das profissões, esta é uma das mais desejadas por todas as nações e mercados de trabalho, pois nenhuma organização pode prescindir da presença constante de um secretário. O serviço prestado por esta categoria transcende a tecnologia quando o gerenciamento clama pela competência não só técnica, mas, também, pessoal. O dinamismo, as atitudes proativas e os bons relacionamentos interpessoais, necessários à condição humana para o êxito de seus empreendimentos, são aspectos que nenhuma máquina é capaz de conduzir com sensibilidade e produzir a qualidade desejável no cenário da competitividade atual.

Ter domínio de outros idiomas é fundamental para conseguir boas oportunidades? Por quê?

O indivíduo que fala outros idiomas adquire mais segurança em todo seu desempenho pessoal e profissional. Os benefícios facilmente observáveis são o reforço da capacidade de raciocínio lógico e o consequente melhor rendimento acadêmico, o que capacita ao estudante e futuro secretário o destaque em seu registro curricular e a obtenção de melhores oportunidades e ascensão profissional.

A sociedade do conhecimento em seu quadro de competências diversas destaca a prioridade do desenvolvimento da capacidade comunicativa. “O Ministério da Educação também estabelece como prioridade o desenvolvimento de competências comunicativas em, pelo menos, duas línguas estrangeiras, em cada ciclo da escolaridade obrigatória, atribuindo uma carga horária adequada aos perfis de competência visados”.


Por que escolher a profissão? Quais são as vantagens da carreira?

O papel do secretário executivo tem conquistado vantagens, reconhecimento no mercado de trabalho e, no cumprimento efetivo dos desafios, às vezes, de difícil solução demandados pelas novas gestões. Sua participação é a grande aliada para a solução de problemas não só operacionais, mas também na efetuação de diagnósticos e tomada de decisões, pois seus conhecimentos na área administrativa são de grande auxílio na condução de resultados eficientes para o desenvolvimento dos serviços prestados nas organizações de caráter público e/ou privado.

Percebe-se que a atuação multidisciplinar do Secretário Executivo fundamentada na Formação Acadêmica eficiente, compatível às exigências da realidade atual do mercado de trabalho, resume o motivo da grande procura deste profissional pelas organizações e do seu fácil engajamento nos diversos campos que formam o leque das capacidades e habilidades requisitadas no cenário altamente competitivo do mundo corporativo.

Como deve ser o perfil do profissional que deseja atuar na área?

O perfil desejável para o aluno egresso é estar apto às ações de gestão e assessoramento vinculadas às responsabilidades e atribuições que a função exige, tais como planejar, organizar, empreender, sugerir práticas e conceitos inovadores, como também desenvolver sempre a capacidade relacional, crítica, reflexiva e criativa para contribuir de forma eficaz na promoção e antecipação das mudanças organizacionais.

Profissionais atuantes na área recebem bons salários?

A evolução na carreira secretarial está, como em qualquer profissão, atrelada à busca da qualificação e à identidade com a carreira escolhida. O trajeto para a ascensão baseia-se no início como recepcionista ou auxiliar de secretário e depois técnico em secretariado. O profissional deve criar oportunidades por meio de estudo e atitudes proativas até chegar a um cargo de assessoria, como Secretário Executivo graduado. Segundo pesquisas, os secretários conseguem estágios e empregos regulares durante os primeiros semestres do curso superior e após a graduação e os salários para os alunos egressos podem ser a partir de R$ 1.200,00 e, de acordo com a qualificação acadêmica, chegar a R$ 11.000,00, no caso de secretárias executivas que falem dois ou mais idiomas e que tenham cargos de assessoria.

O que deve fazer o profissional que deseja se destacar no mercado de trabalho?

Por ser uma profissão com maior reconhecimento na atualidade, cabe ao secretário cada vez mais investir em sua qualificação em nível superior, pois suas atividades deixaram de ser meramente técnicas. Hoje, o trabalho deste profissional caracteriza-se por seu destaque na esfera gerencial, o que de forma global exige que o secretário tenha aprendizado constante e invista em treinamentos, não somente em sua formação específica, mas, também, em áreas humanas que agreguem ao seu currículo o aprimoramento das competências comportamentais indispensáveis para sua atuação como gestor secretarial.

Como é o curso de graduação em Secretariado Executivo da UPIS? Qual o diferencial?

O Curso de Secretariado Executivo da UPIS se destaca pela sua qualidade e a tradição. São 20 anos na formação de profissionais e significativa atuação junto ao mercado de trabalho. Tem como característica referencial a interdisciplinaridade, que estabelece relações entre duas ou mais disciplinas ou ramos de conhecimento. Objetiva basicamente a preparação de profissionais éticos e com múltiplas qualidades e competências. Proporciona conhecimentos teóricos e capacitação prática para assessoramento direto a executivos, tomada de decisões e prestação de serviços nas áreas de planejamento, organização, gestão e direção.


Um comentário:

  1. Como estou amando esse curso.
    Melhor ainda ter o prazer assistir as aulas ministradas por essas duas Divas do secretariado...

    ResponderExcluir