sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Não queira ter uma bola de cristal, entenda o seu chefe....



Saber entender o que o chefe diz, ainda que ele não diga nada, é realmente uma arte, que precisa ser praticada e que certamente traz vantagem competitiva. 

Quando o Profissional de Secretariado percebe essa habilidade ele consegue surpreender e acima de tudo desempenhar sua maior função, qual seja, de facilitador. 

Lembre-se: Nem tudo é o que parece ser, a exemplo da imagem deste post! 


O artigo abaixo, da Você S.A., traz boas dicas sobre o tema: 


Em uma reunião, você costuma ficar com um ponto de interrogação na testa quando o seu chefe pede para que você realize diversas tarefas diferentes? De vez em quando, chefes e funcionários parecem realmente falar línguas diferentes. "Muitas vezes a relação entre chefe e subordinado é complicada porque é amplificada pela falta de confiança. Assim, o medo passa a fazer parte da relação e isso faz com que o funcionário fique surdo", diz Gilberto Guimarães, diretor da GG Consulting.

A "surdez", no entanto, tem solução. Você deve ter em mente, apenas, que a relação com o seu chefe deve ser profissional, séria, produtiva, objetiva e focada em resultados. "Para que esses desentendimentos não aconteçam, é preciso que o líder exerça a sua influência para motivar e impulsionar sua equipe, mostrando o caminho a ser seguido e apontando os objetivos a serem alcançados", ressalta Dill Casella, especialista em desenvolvimento gerencial e empreendedorismo.
Mas, e quando essa relação fracassa e você tem dificuldades para se comunicar com o seu chefe? Saiba o que é essencial para captar o que ele realmente quer, mesmo quando isso não fica claro.

Saiba ler os sinais
Isso é quase uma arte. "Entender o que o chefe deseja através de seus sinais corporais, emotivos e sensoriais pode ser uma excelente estratégia de conhecimento e desenvolvimento dessa relação", avalia Casella.

Lembre-se de que boa parte de uma conversa é captada através do que não é dito, fazendo com que você também tenha que aprender a entender a linguagem não verbal. "Para isso, uma competência essencial é a empatia entre as partes. Aprender a entender o que o outro quer prestando atenção nas informações gerais é uma ótima saída", revela Guimarães.

Use a intuição

Para que você entenda o outro é preciso entender quais são os objetivos dele. "Pense o que o seu chefe quis dizer com o pedido e onde ele pretende chegar. É preciso entender a intenção do outro e para isso basta usar a intuição, que vai além do que a pessoa solicitou", conta Guimarães.

"Quer dizer que..."

Tentar repetir o pedido com outras palavras também evita que problemas na comunicação. "Uma estratégia interessante é apelar para a velha e boa expressão 'quer dizer que', emendando a sua percepção e deixando lacunas para que o próprio chefe complemente", ensina Casella.

Você pode, também, lançar mão do "isso significa também que", buscando criar identidade e significado na fala do seu superior. "Mas, dependendo do chefe, isso pode gerar uma auto-defesa, e aí é preciso um recuo estratégico. Porém, se o chefe avançar e colaborar, trata-se de um poderoso instrumento da melhoria da sintonia", complementa o profissional.

Recorra a colegas mais antigos

Conversar e pedir conselhos aos colegas mais antigos também pode ser uma boa pedida. "Eles poderão ajudar na leitura das solicitações do chefe, além de passarem a você o histórico de comportamento", expõe Casella. Mas, nesse caso, também esteja pronto para colocar um filtro no que você vai ouvir para não se deixar contaminar com antigas mágoas da relação do colega com o chefe.

Acompanhe e conduza

A estratégia nesse caso é acompanhar o que é dito para depois conduzir o raciocínio. "Devemos acompanhar o interlocutor, em certo aspecto, até concordar, acompanhar novamente para, somente depois, conduzir nossas ideias. É como uma dança. Acompanhe os passos, acompanhe de novo e, depois, quando estiver mais confortável, inicie a condução", explica Casella.

Questionamentos na medida certa

Caso nenhuma dessas medidas tenha dado resultado, seja mais direto e pergunte o que foi que o seu chefe quis dizer. "Mas tome cuidado: questionar tudo quando o chefe não deixa claro e tentar saber o detalhe do detalhe pode ser perigoso e estressar a relação. O funcionário pode, e deve, perguntar. No entanto, com moderação, entendendo o limite de quando poderá estar sendo inoportuno com a liderança", aconselha Casella.

Confie no seu chefe

Assim como em outros relacionamentos, a confiança faz a diferença com o chefe e também é muito importante para que o entendimento entre vocês seja mais fácil. "Se você confia no outro, deve pensar que ele tem boas intenções. Então, ao questionar o seu chefe, diga que, apesar de saber que ele pretende fazer algo positivo com tal pedido, você não entendeu qual seria o propósito da realização", sugere Guimarães.

Nenhum comentário:

Postar um comentário