quarta-feira, 18 de julho de 2012

O manual do Super profissional de Secretariado - Parte 1







Parece besteira, mas algumas dicas, básicas, podem contribuir para O Super Profissional de Secretariado. E mais do que se imagina, o bom senso ainda não é unanimidade nas Instituições.  
   
Evite intimidades – flor, querida, fofa, chuchu, gata, amada, doce...(acreditem:  já fui chamada de tudo isso - se não fosse trágico, seria cômico). 

Vestuário: Saiba diferenciar o guarda-roupa pessoal do profissional. Aquele vestidinho, a um palmo do joelho deve, obrigatoriamente, estar no guarda-roupa pessoal, juntamente com as bijuterias extravagantes, perfumes fortes, botas e a famosa sandália de tiras. Pelo amor de Deus deixem a sandália fora do mundo corporativo. Para os homens o all star e aquela calça “super descolada” ficam de fora. Sabe aquele casado de moletom??? (acreditem os sem noção existem)...então, sem comentários...

Falar demais: O Proverbio chinês já alerta - A palavra é prata, o silêncio é ouro. Coloque-se no lugar do seu colega que precisa se concentrar. Se estiver num momento mais “light” faça qualquer coisa, mas procure ficar em silêncio, e assim não incomodar os colegas de trabalho.

Vida pessoal – Adoro ditados – então ai vai outro: Boas cercas, fazem bons vizinhos. Portanto, cuidado para que sua vida não vire um Big Brother. Ressalto apenas que é preciso ter bom senso. O fato de você não comentar sobre sua vida pessoal não pode transforma-lo em um colega ranzinza, que não interage com a empresa. Relacionamento interpessoal é e de dever ser valorizado.

Preguiça: “Simara qual é mesmo o telefone da mensageria?”. Pergunta: qual a dificuldade em olhar naquela listinha que todo Secretário precisa ter à mão, ou na intranet, ou no outlook?  “Preguiça quando não é pecado é doença - Jeanete Moraes Souza”.


Síndrome de Hiena – lembram da  Hiena que só reclamava? “oh céus, oh vida, oh azar”.  O pior chefe é o dele, o que mais trabalha é ele, o que nem tempo de ir ao banheiro tem, é ele..... Pessoas assim correm o risco de serem afastadas do grupo. Sinceramente? Ninguém quer ser contaminado por esta síndrome. Trocar esta postura por um belo sorriso no rosto faz a diferença!

Artificialidade –  Cuidado com os excessos: de simpatia, de sorriso, de presteza, de disponibilidade. Você pode ser confundido com o “puxa-saco”, por exemplo. Faça o melhor, procure a excelência, mas mantenha o equilíbrio. 

Língua Portuguesa"Talves o Dr. Fulano viage esta tarde". precisa de dizer algo mais? A falta de capacidade de escrever, falar e ler corretamente decorre, por vezes, da falta do hábito de leitura, uma vez que quem lê com frequência escreve melhor, tem melhor raciocínio, melhor interpretação, assim como melhor organização de ideias.


Simara Rodrigues




















Nenhum comentário:

Postar um comentário