quinta-feira, 1 de março de 2012

A arte de conviver




Assim como há a arte de Secretariar, há a arte de se relacionar, sendo esta última uma tendência deste Século. Muitos são os Estudos, pesquisas e artigos que apresentam a importância dessa habilidade. Nos tempos atuais, já não basta conhecimento técnico, mas conviver passou a ser uma Arte!


Abaixo, compartilho algumas situações que podem minar qualquer relação:

Tom da voz – Procure falar baixo. Em qualquer situação. Seja ao telefone ou conversando com seus colegas. Além de educado, os ouvidos vizinhos agradecem;

Gargalhadas - Evite aquelas longas e extravagantes;

Música – Nada mais inconveniente do que você precisar se concentrar e seu colega com o som do computador ligado ouvindo aquele pagodinho. Use fones de ouvido.

Cantarolar – Atrapalha do mesmo jeito;

Ler em voz alta – Algumas pessoas só conseguem trabalhar lendo um texto ou e-mails em voz alta. Pelo amor de Deus, leia somente para você. O Seu colega não precisa tomar conhecimento do seu trabalho e de suas tarefas – Imaginem a cena de todos do departamento lendo e falando em voz alta.

Discutir relações pessoais - Evite discutir suas relações afetivas durante o horário de trabalho - Muitas vezes é constrangedor para quem está no mesmo ambiente.

Seja leve – Nada de “trampos e barrancos” pisadas fortes e bruscas. Ações como abrir e fechar uma gaveta, abrir uma sacola de papel, colocar o telefone no gancho, levantar para buscar um documento, abrir um envelope e etc... não devem ser motivo para barulho e ruídos. Todas essas ações podem acontecer de forma natural e leve. Concorda?

Mascar chiclete – Se realmente o fizer, não precisa compartilhar a ação com o colega ao lado. Ou seja, faça-o em silêncio. Embora, seja importante lembrar que chiclete e ambiente corporativo não caminham juntos. 

Conversas paralelas – Converse o necessário. Claro que é saudável a típica “pausa para o lanche”. Mas falar da hora que chega a hora de ir embora é enlouquecedor para quem precisa se concentrar. Algumas pessoas, muito elegantes, geralmente se limitam apenas a balançar cabeça, na intenção de que você use o famoso “desconfiometro”. Se nesse dia, excepcionalmente, você não tiver nada para fazer, reserve o dia para uma leitura, organização de gavetas, armários, etc.. O Escritório é como nossa casa, se procurar, sempre haverá algo a ser feito.

Ser elegante não é apenas vestir roupas de grife, usar bons perfumes e ter um bom carro. Ser elegante é acima de tudo, ser bem-educado, respeitar o espaço do colega ao lado. Afinal, Todo e qualquer excesso, além de deselegante, incomoda e Muito!!!

Bom dia de trabalho a todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário