quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Alguns vexames que devem ser evitados nas festas de final de ano



O Assunto é sério e pode, com certeza, comprometer até aquela promoção que você tanto esperava.

Já ouvi histórias de empresas que na véspera da confraternização precisou deixar um recadinho na mesa de cada colaborador: "Lembre-se que amanhã você estará de volta em seu ambiente de trabalho".

Embora não parece, são em momentos de informalidade, como nas festas de confraternização, que revelamos quem realmente somos!

O site da Exame foi muito feliz ao publicar as principais gafes que devem ser evitadas:


Beber além da conta

Se a empresa oferece bebida alcoólica não significa que você deva beber como se não houvesse amanhã. “A bebida deixa as pessoas emotivas, desinibidas ou sinceras demais. Não pode esquecer que as pessoas que podem te demitir, exonerar ou promover estão no mesmo ambiente que você”, diz Romaly de Carvalho, professora de etiqueta empresarial da Fundação Getúlio Vargas.

Falar mal da festa
Para as especialistas, é importante lembrar que o momento é de confraternização e não de enumerar se gostou ou não da decoração, da comida ou da escolha do local.

Falar mal das pessoas presentes na festa

Se a única razão de falar mal do colega de trabalho (ou pior, do chefe) é para dar risadas, procure um assunto melhor. Para evitar a saia justa da pessoa escutar e você não saber o que fazer, evite.

Abusar do decote e comprimento da roupa (no caso das mulheres)
“Sempre passamos uma mensagem aos outros através da roupa. Que essa mensagem, então, seja a melhor possível”, afirma Lígia. Saia muito curta, roupas muito justas, decotes e transparência são itens proibidos.
Para Licia, as mulheres querem ficar muito bonitas e se esquecem de que a festa é uma confraternização de trabalho e não uma balada.

Levar lembrancinhas da festa, mesmo quando elas não são lembrancinhas
Tem garrafas de whisky ou vinho sobrando? Se não for presente da empresa, não leve para casa. Para as especialistas, você não quer que o seu chefe veja você levando para casa vasos de flores, enfeites da mesa ou recolhendo os salgadinhos ou docinhos restantes.

Se fechar em uma “panelinha”
“A festa é um momento para circular, fazer networking e conhecer outras pessoas que você não convive diariamente”, afirma Romaly.

Tratar o chefe como se fosse um amigo íntimo
Não só o chefe como colegas de trabalho. Se a cultura organizacional da sua empresa já mostra que essa liberdade não existe é preciso respeitar e preservar a hierarquia na festa.

“Quer se aproximar, seja educado e agradeça a festa. Se o chefe continuar a conversa fique o tempo que quiser, sempre entendendo que essa possibilidade deve vir dele e não sua”, explica Licia.

Flertar de maneira constrangedora

Beijos, abraços e paqueras acontecem. Mas evite ser caloroso e provocante demais.

Subir na mesa
Você pode ter mil motivos para querer subir na mesa e mostrar que você está feliz. Mas jamais faça isso, além dos motivos óbvios (cair e contribuir para mais uma gafe), você não quer ser lembrado como “a pessoa que subiu na mesa na festa da empresa”.

Encher o prato com comida demais
Para Romaly, deselegante não é repetir 30 vezes e sim encher o prato como se a comida fosse acabar.

Sensualizar durante a dança
Dançar não é proibido, mas deve ser feito com postura, diz Lígia. Dançar axé e funk pode ficar constrangedor se você ultrapassa os limites e começar a se “esfregar” no colega de trabalho.

Tirar fotos ou filmar momentos constrangedores
Para Licia, é normal querer registrar o que está acontecendo na festa, mas não com a intenção de filmar ou tirar foto de um colega em uma situação constrangedora e depois mostrar para todos.

Leia a integra e seja lembrado de forma positiva, porque elegância é fundamental...rs

http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/as-12-principais-gafes-em-festas-de-fim-de-ano?page=1&slug_name=as-12-principais-gafes-em-festas-de-fim-de-ano&utm_medium=twitter&utm_source=twitterfeed

Nenhum comentário:

Postar um comentário