segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Garfe - Matéria sobre Secretariado....

A matéria abaixo foi publicada no site do IG e se não fosse pelo equivoco da data em que se comemora o Dia da (o) Secretária (o) e não só da Secretária, valeria a leitura. Meu feedback foi enviado para a redação. Vamos torcer para que seja lido!


Profissionais passaram a desempenhar tarefas ligadas à gestão da informação e do relacionamento

Roberta Gonçalves, iG São Paulo
25/09/2010 05:55

Antes consideradas as fiéis escudeiras de um só executivo, as secretárias assimilaram novas funções ao longo do tempo e atualmente têm o trabalho marcado pelo dinamismo. Essas profissionais, cujo dia se comemora hoje (25/09), passaram a assessorar diversos executivos simultaneamente e desempenham funções que vão de relacionamento com os clientes a gestão de informações e comunicações.

"Com o avanço tecnológico e a globalização, o mercado de trabalho se tornou ainda mais exigente e a carreira de secretaria executiva reflete esse novo perfil", afirma Ana Maria Santana Martins, coordenadora do curso de secretariado executivo gerencial da Universidade Metodista de São Paulo.

A especialista explica que a fluência em um idioma, por exemplo, antes considerada diferencial, hoje é exigência do mercado. "Essas profissionais precisam investir constantemente na atualização. Há cursos de pós-graduação para esse público com foco em gestão de pessoas, psicologia organizacional etc", diz Ana Maria.

Na visão da coordenadora, a secretária executiva deve exercer o papel de empreendedora, de consultora (apoiando os executivos), de gestora (seja de eventos ou da informação que circula entre os executivos), e de assessora. "A profissional precisa conhecer e interagir com todas as áreas da empresas. Por isso, na graduação são abordados assuntos como RH, finanças e marketing.”

Perfil da profissional

A necessidade de desempenhar múltiplas tarefas faz com que algumas características sejam essenciais

- Iniciativa: a profissional deve ser proativa

- Habilidade de comunicação: além de redigir cartas e documentos, a funcionária deverá se relacionar com parceiros, clientes e demais profissionais da empresa

- Discrição: a secretária tem acesso a inúmeras informações dos diversos níveis hierárquicos, muitas delas confidenciais

- Organização: por gerenciar eventos, viagens e informações, a profissional precisa ser cuidadosa

- Grande conhecimento de informática: a tecnologia é uma das grandes aliadas das profissionais


Matéria do Estadão - Profissional Multitarefas




Publicado por: Eleni Trindade, do Jornal da Tarde.

SÃO PAULO - Atendente de telefones? Não, uma profissional multitarefas, requentemente bilíngue. Esse é o perfil da secretária do século XXI, que terá o seu dia, o Dia da Secretária, comemorado em 30 de setembro. Mas o que celebrar nessa data? Segundo especialistas e profissionais do setor, a profissional que era vista como a pessoa encarregada dos telefonemas e recados hoje tem um perfil diferenciado e tem possibilidades de crescimento profissional se investir em sua formação.

"A carreira continua valorizada nas empresas. O profissional realiza tarefas básicas, como cuidar da agenda do chefe, por exemplo, mas, por estar integrado num grupo maior, também ajuda na gestão da empresa e tem uma função maior de assessoramento", explica Denise Zaninelli, professora do curso de secretariado executivo da Universidade São Judas Tadeu.

"O crescimento na carreira está ligado diretamente à busca por qualificação e à identificação da pessoa com a carreira. O caminho natural de crescimento na carreira é iniciar na categoria júnior e ir galgando oportunidades até chegar ao cargo de secretária da presidência", explica Isabel Cristina Baptista, presidente
do Sindicato das Secretárias do Estado de São Paulo (Sinsesp). De acordo com pesquisas feitas pelo sindicato com universidades, todas as secretárias saem empregadas ou, pelo menos, conseguem fazer estágio durante e após a conclusão do curso. "Os salários partem de R$ 1.200 e podem chegar a R$ 11 mil, no caso de secretárias executivas bi ou trilíngues."

Para atuar nessa área, explica Vanessa Novais, gerente de planejamento de carreira da Ricardo Xavier Recursos Humanos, é preciso ter boa comunicação, bom relacionamento interpessoal e saber organizar e usar as informações que chegam a todo momento. "É preciso ter espírito empreendedor e saber trabalhar em equipe", acrescenta ela. A profissional deve gostar, ainda, de estar à disposição para ajudar outras pessoas, ser discreta por estar no cargo de confiança lidando com informações confidencias em grande parte do tempo e ser organizada.

Segundo Denise, a idade não influencia na recolocação profissional." O mercado está aberto a todas as faixas etárias. As profissionais de mais idade que estejam bem preparadas culturalmente têm chance por causa da experiência e as mais jovens conseguem as oportunidades por estarem atualizadas e dispostas a começar uma carreira."

A professora explica que o curso é composto por disciplinas Que contribuem na formação geral da secretária, como técnicas secretariais, negócios, marketing, ética, idiomas, sociologia, psicologia, matemática, entre outras."Após a graduação,o profissional deve continuar estudando para manter sua empregabilidade alta." Segundo ela, ter fluência em um segundo idioma é muito importante. Cursando o último ano do curso superior de Secretariado da São Judas, Cíntia Inácio Felício, de 25 anos, já tem planos para ascender na profissão.

"Gosto muito da área e, assim que terminar a faculdade, quero fazer pós-graduação em Gestão de Pessoas", conta ela, que estuda inglês em escola particular. "Comecei como recepcionista e no dia a dia tinha funções de secretária. Comecei a pegar gosto pela função e decidi estudar o assunto para me tornar uma profissional de fato."

Cilene Pignataro, 44 anos, 26 anos de profissão, também destaca a paixão pela profissão. "Costumo dizer que não escolhi a profissão, mas que ela veio até mim,pois sempre fui direcionada a ajudar chefias e, com isso, encontrei realização pessoal e profissional", diz ela."A secretária precisa ter em mente que seu trabalho é de bastidores e que ela pode não ter o reconhecimento esperado. O mais importante é fazer um trabalho bem feito que vai refletir positivamente na empresa.

Fonte: http://economia.estadao.com.br/noticias/economia,profissional-multitarefas,not_36728,0.htm
 

Ainda sobre o livro "Faça como Steve Jobs"

Após concluir a leitura do livro "Faça como Steve Jobs" fico mais convencida de que o segredo para o sucesso está na paixão pelo que se faz, além de um trabalho árduo. 

"E o mais importante: tenha coragem de seguir seu coração e sua intuição. De alguma forma, eles já sabem o que você realmente quer ser....matenha-se ávido, mas não se leve tão a sério. (Steve Jobs)

"Faça o que você ama, enxergue os reveses como oportunidades e se dedique à busca apaixonada pela excelência. Quer projetando um novo computador, lançando invenções, comandando a Apple, supervisionando a Pixar ou fazendo uma apresentação, Jobs acredita no seu trabalho. Essa é a última e mais importante lição que Jobs pode dar: o poder de acreditar em si mesmo e na sua história. Jobs seguiu seu coração durante toda a vida. Siga o seu para cativar sua plateia - Carmine Gallo - Autor do livro Faça como Steve Jobs" 


Fonte: Faça como Steve Jobs - Carmine Gallo - Ed. lua de papel.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Pense diferente e faça a diferença



Atualmente estou lendo o livro "Faça como Steve Jobs" do autor Carmine Gallo, o qual compartilho um trecho que achei muito interesse sobre "fazer a diferença"...

Será que temos feito a diferença???

Pense Diferente
 "A agência de publicidade TBWA/Chiat/Day, de Los Angeles, criou uma campanha publicitária para TV e mídia impressa que se tornou uma das campanhas mais famosas da história empresarial. A campanha Think Different (Pense Diferente) estreou em 28 de setembro de 1997 e imediatamente se tornou um clássico. Enquanto imagens em branco e preto de iconoclastas famosos preenchiam a tela (Albert Einstein, Martin Luther King, Richard Branson, John Lennon, Amélia Earhart, Muhammada Ali, Lucille Ball, Bob Dylan e outros, o ator Richard Dreyfuss narrava:
  
“Saudações aos malucos. Aos desajustados. Aos problemáticos. Aos inadequados. Aos que enxergam as coisas de modo diferente. Eles não gostam de regras. E não tem respeito pelo status quo. Você pode citá-los, discordar deles, glorificá-los ou difamá-los. A única coisa que você não pode fazer é ignorá-los. Porque eles mudam as coisas. Eles empurram a humanidade para a frente. E enquanto alguns os consideram malucos, nós os consideramos gênios. Porque as pessoas malucas o suficiente para acreditar que podem mudar o mundo são as que realmente mudam.”


Como jornalista, aprendi que todos tem uma história para contar. Entendi que nem todos nós estamos criando computadores que mudarão o modo de viver, trabalhar, divertir-se e aprender das pessoas. No entanto, o fato é que a maioria de nós esta vendendo um produto, ou trabalhando em um projeto, que possui algum beneficio para as vidas dos nossos clientes. Quer você trabalhe com agricultura, automóveis, tecnologia, finanças ou qualquer outro setor, você possui um história maravilhosa para contar. Perscrute para identificar aquilo que você é mais apaixonado. Depois compartilhe seu entusiasmo com seus ouvintes. As pessoas querem ser estimuladas, querem acreditar em algo.  Faça-as acreditar em você.

Fonte: Livro Faça como Steve Jobs - Carminie Gallo - Ed. Lua de papel

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Concurso Público para cargo de Secretário Executivo em Brasília



Universidade de Brasília vai preencher 146 vagas

Os postos são para cargos de níveis superior e médio profissionalizante. Inscrições iniciam no dia 4 de outubro pelo site do Cespe/UnB

A Fundação Universidade de Brasília (FUB) fará concurso público para preenchimento de 146 vagas, sendo 82 para cargos de nível superior e 64 para cargos de nível médio profissionalizante. As remunerações básicas oferecidas variam de R$ 1.821,94 a R$ 2.989,33. A seleção será por meio de provas objetivas, que serão aplicadas na data provável de 16 de janeiro.

As inscrições podem ser feitas no endereço eletrônico www.cespe.unb.br/concursos/fub2010, no período de 4 a 25 de outubro. As taxas de inscrição são R$ 50,00 (nível superior) e R$ 35, 00 (nível médio).

Dos 82 postos para nível superior, a maior parte (59 vagas) é para o cargo de Secretário Executivo, que exige formação na área. As demais vagas são para os cargos de Analista de Tecnologia da Informação, Bibliotecário, Contador, Estatístico, Engenheiro, Médico e Químico.


SERVIÇO

Concurso: Fundação Universidade de Brasília
Cargos: níveis intermediário e superior
Vagas: 146
Remuneração: R$ 1.821,94 para nível médio e R$ 2.989,33 para nível superior
Inscrições: 4 a 25 de outubro
Taxa: R$ 35,00 para nível médio e R$ 50,00 para nível superior
Prova objetiva: data provável de 16 de janeiro.

CONTATO

Outras informações no site www.cespe.unb.br/concursos/fub2010 ou na Central de Atendimento do Cespe/UnB, de segunda a sexta, das 8h às 19h – Campus Universitário Darcy Ribeiro, Sede do Cespe/UnB – (61) 3448 0100.

Fonte: http://www.cespe.unb.br/NoticiasHTML/LerNoticia.asp?IdNoticia=416
Fonte: http://www.cespe.unb.br/concursos/fub2010/

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Cursos gratuitos na FGV



Que tal aproveitar alguns cursos gratuitos da FGV pela Internet???

Compartilho abaixo, alguns dos cursos disponíveis no site da Fundação!!!

  •  Gestão de Pessoas - Motivação nas Organizações
  • Processo de Comunicação e Comunicação Institucional
  • Estratégia de Empresas - Introdução à Administração Estratégica
  • Gestão de Marketing - Produto, Marca, Novos Produtos e Serviços
  • Técnicas de Gerência de Projetos - Gerenciamento do Escopo do Projeto
  • Metodologia de Pesquisa - Conhecimento, saber e ciência
  • Metodologia do Ensino Superior - Universidade e Sociedade
  • Ética Empresarial
  • Recursos Humanos
  • Filosofia
  • Sociologia

 
 

 

 

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Palestra Grátis - Coaching em Brasília

Aproveitem a palestra grátis com o criador do sistema ISOR®


Tema: Coaching de Relacionamento
Dia: Terça feira - 14/09 - 19 horas
Palestrante: Marcos Wunderlich
Mais detalhes e inscrições aqui: http://bazeggio.com.br/cursos_palestra.php

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Valorize as pessoas que contribuem para o seu crescimento

Meu primeiro estágio, em 1999, foi o marco da minha vida profissional. Após participar de processo seletivo fui selecionada para a vaga de estágio na Presidência do Banco Central.

Na época, o gabinete era formado por 4 secretárias (todas com nível superior) e duas estagiárias (eu era uma delas). Havia em especial uma secretária, de aproximadamente 55 anos que de forma muito genuína contribuia para as atividades de rotina da Presidência e embora entre suas melhores habilidades não se destacasse a parte tecnológica ela desempenhava maravilhosamente sua função e fazia questão de compartilhar seu conhecimentos com as estagiárias.  Ela tinha o dom de consquistar as pessoas com sua simpatia e bom humor!

Trabahar, em especial, com aquela secretária, foi o que contribuiu para o que considero uma das minhas melhores habilidades: Relacionamento Interpessoal. Lembro-me que por diversas vezes ela era repreendida por alguns colegas, mais jovens, que desconsideravam a importância desse aspecto.

Ocorre que todos que necessitassem de alguma informação, contato, endereço, ou qualquer dúvida que muitos figem não saber ou escolhem não saber mesmo, era a ela que recorriam. Mas o que mais me impressionava era seu bom humor e estar sempre à disposição, mesmo com o stress do dia a dia e reconhecidas limitações. Uma de suas frases preferidas era: Se você for o faxineiro, que seja o melhor!!!

De lá pra cá aprendi e tenho aprendido que todos nós temos algo a oferecer. Nos tornamos grandes amigas e embora ela ja esteja aposentada ainda me dá dicas valiosíssimas!!!!

Ficam as dicas: 

Aproveitam as oportunidades e não subestimem a "bagagem" alheia, principalmente porque a teoria ainda não superou a prática;

Não chegue de "salto alto" achando que não há nada que você não saiba;

Permita-se aprender novas metodologias para executar seu trabalho, para redigir um texto, falar com as pessoas, preparar um evento, enfim, PERMITA-SE aprender ou reaprender; 

Compartilhe conhecimento;

Aprenda a filtrar todas as informações. Nada é 100% inutil.

Tenha bom humor...EM QUALQUER SITUAÇÃO.


As habilidades e competências que são indispensáveis...



Há aproximadamente 10 anos participei de um treinamento no qual Stefi Maerker, autora do artigo compartilhado abaixo, falava sobre a profissão de Secretariado, seus desafios e as perspectivas do novo século.  Lembro-me com nostalgia de dividir uma sala com cerca de 40 profissionais, em sua maioria com um certo ceticismo acerca da profissão. Na época, ainda estudante, aproveitei a oportunidade para conhecer mais sobre este novo perfil e desenvolver as tais habilidades comentadas no referido treinamento. Recentemente enviei um e-mail à Stefi agradecendo sua contribuição, pois embora ela não soubesse, fez toda a diferença em minha vida.

Por Stefi Maerker:

As mudanças que ocorrem no mercado de trabalho nos ensinam a ver a vida sob uma nova perspectiva. Quando o mundo inteiro enfrentou uma forte crise financeira, quem estava incerto sobre sua carreira, achou melhor não arriscar; quem estava infeliz, aprendeu a gostar de seu trabalho, até que a maré melhorasse.

Empresas reduziram quadros e custos. Agora é hora de investir. Enxutas e com foco redirecionado, as empresas entraram em 2010 com fôlego e energia para recrutar novos colaboradores e retomar seu crescimento.

Neste momento, o mercado está bastante competitivo, mas ao mesmo tempo oferece grande oferta de empregos. Com um importante detalhe: espera-se muito mais deste profissional.


Que habilidades e competências deve ter o colaborador que hoje é procurado pelas empresas?

1. Flexibilidade: Para saber lidar com mudanças rápidas e repentinas, para aceitar a volatilidade do mercado e a incerteza da rotina.

2. Coragem: De arriscar, apesar de não ter respostas prontas.

3. Resiliência: para encarar uma rotina de imprevistos, pressão e obstáculos e saber superá-los, mantendo sua essência e equilíbrio.

4. Otimismo e Equilíbrio Emocional: ter a habilidade de manter-se auto-motivado e encarar a rotina de forma positiva, transformando pequenos problemas em grandes soluções.

5. Criatividade: Para pensar diferente, encantar com novas soluções e contribuir para o ambiente de trabalho.

6. Comprometimento: Vontade de fazer a diferença e se envolver com o trabalho que faz. Este envolvimento vem de dentro e não deve ser ligado, apenas, ao salário.

7. Auto-Didata: Que vai em busca de auto-conhecimento e aprendizado, portanto está sempre em crescimento.

8. Visão Generalista e função de Especialista: é bom conhecer de tudo um pouco e informação é um diferencial, mas desde que tenha um foco de trabalho – onde está a sua expertise.

Principais erros que devem ser evitados durante a busca!

Buscar um emprego e não um trabalho. O profissional não deve apenas procurar uma função onde possa ganhar dinheiro, mas sim uma empresa onde ele terá orgulho de levar seu talento e onde tenha prazer e crescimento na função. Caso contrário, estará frustrado e procurando emprego novamente em um curto espaço de tempo.

Falta de networking. Enviar currículo por e-mail não é a única forma de procurar emprego. Encontre as pessoas, crie e fortaleça vínculos já existentes, participe de eventos, circule e faça-se notado.

Desânimo - A fase é difícil e de grande ansiedade, por isso procure ‘válvulas de escape’ e faça atividades que lhe dão prazer (ginástica, leitura, cinema, hobby, etc) e que poderão lhe ajudar a se manter resiliente.

Despreparo - Ao fazer contatos, tenha clareza do que gosta, do que quer fazer e como pode contribuir. Tenha sua experiências, habilidades e competências na ponta da língua.

Mais do que tudo, estamos vivendo a fase de paixão pelo que se faz. O trabalho deixa de ser um castigo e passa a ser um foco de satisfação. Quem não tiver esta visão, está buscando um emprego, e isto é muito difícil hoje em dia. Empregos não há muitos, mas oportunidades sim. Para quem quer desafios, para quem pensa "fora da caixa", para quem quer arriscar sabendo que vai chegar lá, várias oportunidades existem.

O profissional deve rever seus próprios conceitos e escolher as prioridades - o que é mais importante? Ser feliz ou ter razão? Cabe a cada um de nós escolher. Se for ter razão, fazer apenas um bom trabalho, qualquer coisa serve. Mas, se for para ser feliz, realizado, em busca de um objetivo que terá significado para sua vida profissional e pessoal então sim, vale a pena arriscar. O resto é consequência!


*Stefi Maerker é Diretora/Presidente da SEC Talentos Humanos, reúne mais de 20 anos de experiência na Assessoria de Executivos do primeiro escalão organizacional de empresas multinacionais; autora dos livros “Secretária–Uma Parceira de Sucesso”, 1999 e “Mulheres de Sucesso–Os segredos das mulheres que fizeram história”, 2000 e escritora de diversos artigos na área de gestão de carreira.