sexta-feira, 30 de julho de 2010

Pense na profissão como um projeto progressivo e não imediato...




Mais um semestre se inicia!!!

Na próxima semana entrarei em sala de aula e faremos a famosa aprensetação de primeiro dia de aula. Ocasião em que teremos a oportunidade de nos conhecermos um pouco. 

Desde que comecei a lecionar, nesse momento da apresentação é comum ouvir de alguns alunos a seguinte frase: "Não gosto de ser secretária (o) e não pretendo exercer a profissão".

Fico me questionando se esses alunos sabem realmente qual é o papel do Profissional de Secretariado, embora muito se fale na assessoria, gestão administrativa, financeira, facilitador, etc...

Digo isso porque eu, ao ingressar na faculdade, há alguns anos, não sabia.

Na época, tinha uma vaga idéia do que viria pela frente. A verdade seja dita: eu caí de pára-quedas em minha escolha. Não dominava nenhum idioma. Nem mesmo o português. Lembro-me claramente de ser corrigida, exaustivamente, pela minha primeira chefe de estágio, que viria a se tornar minha colega de trabalho um ano depois, principalmente por minhas pérolas: "eu vou estar transferindo...eu vou estar falando, eu vou estar solicitando..". Ainda hoje, quando nos encontramos, rimos muito dessas e de outras garfes.

De qualquer forma, só fui entender a importância da minha profissão alguns anos depois, já no mercado de trabalho, contratada e não mais estagiária. Naquele momento os erros já não eram tão aceitos e as responsabilidades, evidentemente aumentaram. Idiomas foram impostos as minhas atribuições assim como disponibilidade de horário, discrição, pontualidade, criatividade, espiríto de equipe, etiqueta corporativa  etc.. 

Na época participei de um processo seletivo com dezenas de colegas e lembro-me, nostalgica, de ter chorado por dias após ser informada que a vaga era minha, principalmente porque tive a certeza de que todo o meu esforço e dedicação valeram a pena.   

Então, eis que descubro que as atribuições do Profissional de Secretariado estavam muito além do que imaginava e ainda hoje, 10 anos depois, continuo aprendendo sobre a área. Chego a conclusão de que não há uma definição, na prática, do papel deste Profissional, simplesmente porque tudo dependerá do profisssional que VOCÊ será.

Isso, para mim, é fantástico. A possibilidade de aprendizado é contínua e crescente.

Então para aqueles que ainda não "se acharam" sugiro que não mudem sem entender bem as exigências da carreira/profissão. Ter vontade e disposição certamente farão a diferença.

Pensem na profissão como um projeto progressivo e não imediato.  

Leitura recomendada - Sucesso Passo a passo - Max Gehringer




Atualmente estou lendo o livro "O sucesso passo a passo" de Max Gerhringer - ed. Globo.  O livro apresenta algumas dicas que podem ajudar a alcançar o sucesso. Como o autor mesmo diz: Não há uma receita infalível para o sucesso profissional, mas há atitudes que podem ajudar a chegar lá".

A seguir, compartilho alguns trechos já lidos e grifados! 

As duas regras básicas para a inscrição de candidatos rumo ao sucesso seriam:
1) todos podem competir;
2) todos os competidores têm chance de chegar;

Leia e escreva bastante. Embora a maioria dos jovens esteja preocupada com o inglês, é o teste escrito em português que elimina 70% dos canditados a emprego.

Pecados que fazem estacionar:

Fazer o mínimo e esperar o máximo;
Agir como se fosse uma ilha de talento em um oceano de mediocridade;
Não ser equilibrado emocionalmente;
Não ter habilidade para conviver com o chefe direto - (O subordinado que conseguir estabelecer uma relação de confiança com o chefe terá 10 vezes mais chances de ser promovido);
Não saber se adaptar a mudanças;

No mundo corporativo, ninguém precisa mentir, apenas controlar o impulso de dizer sempre a verdade. Para isso, basta treinar o cérebro para que comece a funcionar antes que a boca entre em ação;

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Dicas de como conseguir aumento de salário

 
 
Aprenda a fazer um plano de ação para pleitear um aumento justo e ver mais dinheiro cair na sua conta - sem ter que implorar ao chefe

 
O que você ganha é justo?


 
Se responder 'sim' a três ou mais afirmações abaixo, pode começar a mexer seus pauzinhos e pedir um reajuste.

  •  Não recebi aumento no último ano
  • A companhia em que trabalho teve um ano de resultados brilhantes.
  • Minhas responsabilidades aumentaram, minha função mudou e... meu contracheque continua o mesmo.
  • Meu chefe recebeu uma promoção, mas meu salário nem se mexeu.
  • Sou insegura demais para pedir aumento.
  
7 dicas para conquistar o aumento de salário

 
1. Montar uma rede de fãs

 
''Para isso, é vital ter um bom relacionamento com a equipe'', diz a consultora em recursos humanos Vivian Faria, sócia da Sec Talentos Humanos, em São Paulo. Quando se sair bem em uma tarefa, garanta que a chefia saiba por meio de suas colegas (aquelas parceiras, que estão com você para o que der e vier). E, caso receba algum elogio de fora da empresa, comunique: ''Fulano de tal mandou um e-mail dizendo que aprecia nosso trabalho''.

 

 2. Pedir opinião

 
Envie ao seu chefe uma atualização das atividades que realiza e peça avaliação. ''Se deixar para receber feedback apenas uma vez por ano, corre o risco de passar muito tempo trabalhando de forma inadequada'', ensina Vivian.

  
3. Conhecer o chefe do chefe

 
O ideal é aproveitar encontros casuais nos corredores para se apresentar. ''Comentar o desenvolvimento da empresa ou contar o que seu departamento tem realizado é um ótimo início'', sugere Gustavo Cerbasi, sócio-diretor da Cerbasi & Associados Planejamento Financeiro e autor do best seller Casais Inteligentes Enriquecem Juntos (Gente).

  
4. Ser a menina dos olhos

 
''Mostre empenho em realizar seu trabalho mesmo quando assumir uma missão que não a agrade tanto assim'', sugere Cinthia Santos, consultora de recursos humanos da Alliage Consultoria, em São Paulo. ''Assim, trará inspiração para o grupo.''

 

 5. Ser louca por desafios

 
Se solucionou um problema, não diga ''Graças a Deus, acabou''. Deixe claro que aprendeu com ele. Passará a mensagem de que soube lidar com a responsabilidade.

 

 6. Pleitear benefícios

 
Pode ser mais fácil - e vantajoso - pedir subsídio para cursar aquela pós caríssima do que conseguir um aumento. Para a empresa, o investimento renderá uma vantagem direta: ter uma profissional mais bem preparada.

 

 7. Descobrir se desse mato sai coelho

 
Se a resposta para as suas investidas for sempre não, talvez seja hora de partir para outra. ''Procure estudar propostas mesmo quando não tiver planos de trocar de companhia'', sugere Gustavo. ''Assim poderá se recolocar rapidamente quando sair.''

 
 FONTE: http://mdemulher.abril.com.br/carreira-emprego/reportagem/comportamento/como-pedir-conseguir-aumento-salario-576392.shtml
Monique dos Anjos

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Bom humor é fundamental...




Certo dia um Diretor, gentilmente, me solicitou que com “jeitinho” conversasse com sua secretária sobre sua cara “carrancuda” e soltou a seguinte declaração: “Simara, Secretária tem que estar de bom humor, com astral pra cima. Não pode ter cara feia. Caso contrário fica difícil demais trabalhar.”

Achei interessante sua percepção e muito válida. Administrar agenda, compromissos, viagens, finanças, gerenciar tempo, pessoas, equipes, dominar outros idiomas é importante, sem dúvidas, mas “ter uma cara boa” é tão importante quanto. Essa cara boa da qual esse Diretor falou e da qual me refiro não se trata apenas da boa aparência física, mas sim de um olhar carismático, singelo e gentil.

A verdade seja dita: Ninguém suporta gente mal-humorada, menos ainda no trabalho. Por isso, pense duas vezes antes de descontar nos colegas. Mas também não queira ser a mais alegre do universo. Os dois extremos podem atrapalhar a sua imagem.

É fato que “cara boa” é bem vinda em qualquer cargo e situação, principalmente em tempos em que networking tornou-se cartão de visitas.

Então, sugiro que em épocas de TPM, problemas familiares, situações adversas, ou simplesmente desmotivação, você respire fundo, conte até 10 e siga com a “cara boa”, porque além de fazer bem para a saúde, faz um bem danado a sua carreira!!!

ACREDITE!!! Pois é de onde menos se espera que podem surgir os convites inesperados...